Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nosso Natal NAZAreno * a pedido"

                                                                     

Nosso Natal NAZAreno


Eu nasci a 10 mil anos atrás, e não tem nada neste mundo que eu não saiba de mais, eu vi cristo ser crucificado, vi o amor nascer e ser assassinado eu vi as bruxas pegando fogo pra pagar seus pecados eu vi/ por isto eu digo.../ ( A fonte ) eu conheço bem a fonte, que desce daquele monte ainda que seja de noite, nesta fonte esta escondido os segredos desta vida./ ( Novo aeon)  o sol da noite agora esta nascendo, alguma coisa  esta acontecendo,  eu senti o vento que voa  e varre as velhas ruas, capim silvestre, rachas pedras nuas encobrem asfalto que guardavam historias terríveis ate as mulheres tidas como escravas, já não querem servir mais/  (  Geração da luz) e a semente que ajudei a plantar já nasceu, eu vou, eu vou me  embora apostando em vocês meu  testamento deixo a minha lucidez. vocês vão ver um mundo bem melhor que o meu/. ( Preludio ) Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só,  mas sonho que se sonha junto é realidade./  ( Bom dia sol)  Amanhece o dia, um leve toque de poesia  com a certeza que a luz que se derrama  nos traga um pouco,um pouco de alegria bom dia sol,  bom dia sol/    (Que luz é esta)  que luz é esta que vem vindo la do céu. Que luz é esta que vem vindo la do céu Que luz é esta, que vem chegando la do céu./  (Segredo da luz)  Filho da luz fui nascido, da lua e do sol, nas noites mais negras do ano eu mostro minha voz, as estrelas brilham como nós, dia,  noite,  se é dia sou dono do mundo, e me  sinto um filho do sol, se é noite me rendo as estrelas em busca de um farol, estrelas, as estrelas brilham como eu./   ( O trem) ói, ói o trem, vem surgindo detrás das montanhas azuis olha o trem, ói ói o trem, vem trazendo de longe as cinzas do velho aeon, oi, já é vem, fumegando apitando chamando os que sabem do trem, ói é o trem, não precisa passagem nem mesmo bagagem , vê é o sinal das trombetas e dos Anjos e dos Guardiões , ói lá vem Deus, deslizando  no céu entre plumas de mil megatons./  ( Profecia ) O selo de fogo o eclipse, os símbolos do apocalipse os séculos de nostradamos, a fuga geral dos ciganos,  esta em qualquer profecia que o mundo  se acaba um dia/  (Gente) Gente é tão louca e no entanto tem sempre razão , quando consegue um dedo, já não serve Mais, quer a mão, e o problema é tão fácil de perceber, é que gente, gente nasceu para querer./ (Caminhos)  Ai você me pergunta onde eu quero chegar, se há tantos caminhos na vida e pouca esperança no ar,  e a te a gaivota que voa  já tem seu caminho no ar, o caminho do fogo é a água  o caminho do barco é o porto  o  do sangue  é o chicote o caminho do reto é o torto  o caminho do bruxo e a nuvem o da nuvem  e o espaço, o da luz e o tunel   o caminho da fera é o laço /  ( A pedra do Genesis) mas  eu  sei que no fundo do oceano existe um baú  que guarda o segredo almejado desde a aurora dos tempos, por gênios, sábios, alquimistas e conquistadores, eu conheci este baú num estranho ritual reservado à poucos, hoje eu posso enfim revelar que esta busca de séculos foi em vão./ (A lei) mas faça o que tu queres, pois é tudo da lei, todo homem tem direito de viver como quiser, todo homem tem direito de morrer quando quiser, e viva a sociedade alternativa. /  ( A pedra do Genesis) para isto  basta tocar a pedra do gênesis ,a pedra do gênesis, esta bem aqui e agora,a pedra do gênesis, você pode tocar é a escada do teu velho sonho que vai dar sempre onde começou, e a chave do maior poder que não vale um chiclete que alguém mascou./  (Veja) veja, não diga que a canção esta perdida, tenha fé em Deus tenha fé na vida, tente outra vez, beba, pois a água viva ainda esta na fonte, você tem dois pés para cruzar a ponte, nada acabou, não não não, tente, levante tua mão sedenta e recomece a andar, não pense que a cabeça aquenta se você parar, não não não, à uma voz que canta, uma voz que dança, uma voz que gira, vai logo no ar. Queira basta ser sincero e desejar profundo, você será capaz de sacudir o mundo, vai tente outra vez./ (Maluco beleza)  nao quero ser um sujeito normal, e fazer tudo igual, quero ser uma metamorfose ambulante. por isto controlo minha maluquez e vivo na  sociedade alternativa, minha lucidez.

O NAZAreno foi, é, e será sempre,  uma  lux que se junta a tantas outras luzes celestes nos guiando,  seja noite ou seja dia, mesmo que estejamos caminhando para o caos planetario. somente nossas mãos espalmadas no espaço  cosmico em busca desta lux trara um pouco de pax ao mundo, assim... aquietando nossa alma aflita.

Se é dia sou dona do mundo e me sinto uma filha do sol.
Se é noite me rendo as estrelas em busca de um farol.


Jbazani

 
 

 
 
 
Buscadora
Enviado por Buscadora em 08/12/2005
Código do texto: T82436
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Buscadora
Imbituba - Santa Catarina - Brasil
57 textos (3886 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:50)
Buscadora