Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nunca Abandone Quem Você Ama!

Para falar do que é bom, poderíamos citar Mozart ou qualquer outro grande compositor. Poderíamos falar da natureza ou abordar algum outro motivo de bem estar. Mas, preferimos apresentar duas sugestões aos leitores. De dois belos filmes. Para o leitor ter momentos de muita reflexão e prazer, emoção e convivência de algo bem produzido, com conteúdo que o fará viajar e experimentar o prazer de viver.

Os filmes são O AMOR É CONTAGIOSO e CINEMA PARADISO. Deixo de acrescentar comentários, para deixar que o próprio leitor descubra por si mesmo o valor dessas duas produções. Não cito os nomes dos atores, por absoluto esquecimento, mas isto não é tão importante. Importante mesmo é a mensagem que ambos os filmes trazem. Descubra por si mesmo ...

E por falar em sugestão, não posso deixar de sugerir também ao leitor, a leitura do magnífico livro RESSURREIÇÃO E VIDA (ed.FEB), de Leão Tolstoi. O livro é um hino de amor à vida. O livro todo é bom, mas cito aqui em função dos dois últimos capítulos, o VII e o VIII e veja o título do último capítulo: O SEGREDO DA FELICIDADE. Deixo ao leitor também o prazer de deliciar-se por si mesmo nesta monumental obra. Para adquirí-lo, ligue para 17 523 1554, na Candeia Distribuidora, em Catanduva.

E por falar em segredo da felicidade ou prazer de viver ou ainda dando continuidade nos textos que temos apresentado aos sábados neste jornal, felizmente com boa repercussão entre os leitores, veja o que reservamos para hoje:

Veja a vida pela lado bonito. Nenhum problema que nos chega é insolúvel. Nunca estamos sós.

Recentemente, uma família (pai, mãe e um filho de 6 anos), passaram por momentos difíceis na hora do parto do segundo filho: uma linda menina. Tudo correu bem até na hora do parto, quando complicações levaram o bebê para a UTI e o médico avisou os pais para se prepararem para o pior.

Depois de muita insistência, face à recusa do hospital, os pais conseguiram levar o irmão mais velho para visitar a irmãzinha no UTI. Ele pedira ao pai que desejava cantar para a irmãzinha recem-nascida. Chegou e cantou. A cada verso, ao som da harmonia da própria voz inocente de uma criança pequena, o bebê reagia mais. A respiração aos poucos foi voltando ao normal, o coração retomava a normalidade e pouco a pouco, ao som da voz carinhosa do irmão mais velho, a menina recuperou-se (emocionando enfermeiras e levando os pais às lágrimas) até voltar para casa.

Moral da estória: Nunca abandone quem você ama !

Daí, leitores, nossa sugestão dos filmes e do livro ...
Orson
Enviado por Orson em 19/01/2006
Código do texto: T100916
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orson
Matão - São Paulo - Brasil, 56 anos
298 textos (94318 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:03)