Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não Chore... Hoje!

Não Chore.. Hoje!
Eda Carneiro da Rocha

Quando vi um filme, que nunca me esqueci  e cuja artista principal dizia:
" Vou chorar", sua mãe lhe dizia:
"  Não chore hoje! "Deixe para chorar amanhã"!
Ontem, pensei nessas palavras e em conversar com vocês, meus queridos amigos.
Quantas vezes, sufocamos as lágrimas e engolimos em seco. Não devemos chorar, não que não o possamos,mas as lágrimas tristes, essas, eu as conheço
bem e não é uma vã literatura.!
Já choramos pela "Grande Viagem,"  pela falta de nossos entes queridos que não mais estão conosco e cuja falta é sobremaneira terrível!
Assim, aprendi a não chorar, muitas vezes, pois minha mãe era alegre e não
gostava de me ver chorar de tristeza.
Ela sorria, me olhava e procurava me entender até o que não compreendia, talvez...
Muitas dúvidas tive, porque todos queremos a nossa independência, coisa que muitos pais não conseguem entender ...
Um dia, pouco antes de sua "Grande Viagem," perguntei-lhe, se tinha alguma mágoa de mim, de eu ter conquistado a minha independência.
" Não, disse-me ela,depois, eu compreendi"...
Santas palavras que me tiraram todo um conceito de culpa que carregamos durante uma vida inteira.
Mas afinal somos culpados de que?
De querer sermos independentes, de caminharmos sós,de conquistarmos nosso espaço, ter liberdade de ir e vir, de cantar, rir, falar sozinho,
enfim ,de sermos nós?
Choramos pela perda de nossos amigos que se foram!
Choramos pela perda de um amor, de um outro amor, até acertarmos com a alma gêmea, às vezes, o que não é nada fácil!
E continuando a busca, ela chega um pouco tarde, não no verão, mas no outono de nossa vida!
Nossos cabelos já estão matizados e sentimos o "Amor" novamente, de uma forma diferente...
Ele se apodera de nós ,sem que o percebamos e quer se instalar, e, na nossa insegurança, queremos expulsá-lo, talvez por medo de tantas coisas passadas
e vividas.
E, vem uma vontade enorme de chorar!
E penso:
" Vou chorar"!
E me lembro das sábias palavras de minha adorada mãe:
" Não chore hoje. Deixe para chorar amanhã"!
Com isso ,ela queria retardar o meu sofrimento , pois amnhã ,talvez, não tivesse mais o porquê chorar.
A dor estaria mais amenizada e não sofreria tanto!
Por isso tudo, meus queridos amigos:
" Não chorem hoje"
Deixem, para chorar amanhã!
Com todo o meu carinho.

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"
Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 07/04/2005
Código do texto: T10166

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14770 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:21)
Poeta Amor