Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

B.O.

As leis existem para serem cumpridas, não devemos questiona-las se procedem ou não. É comum ouvirmos dizer que a impunidade é a grande incentivadora dos infratores reincidirem nos erros.
Mesmo estando de acordo com essa postura acho que poderíamos em muitos casos recuperar e salvar irmãos que cometeram algum deslize e foi punido com rigor pelas autoridades que fazem valer as leis.

Como disse nosso irmão “Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra”, certamente essa mensagem é muito atual e tem a ver com o que estamos tratando, quem de nós não se arriscou um dia, a cometer uma pequena infração e felizmente não fomos flagrados e penalizados pelo nosso erro.
É nesse sentido que acho que deveríamos pensar, dar uma segunda chance e gerar melhores perspectivas para o futuro dos jovens, com mais decência e dignidade.
Pense se tivéssemos sido apanhados e julgados por uma pequena besteira que tivéssemos cometido, a sociedade nos impossibilitando de apagarmos isso em nossa vida, todas as oportunidades sendo excluídas e dificultadas, o que seria do nosso futuro? Teríamos conquistado e chegado onde estamos?
Acredito que as pessoas do bem deveriam se preocupar com nossos jovens que se envolvem com situações que acabam criando problemas com a lei, procurando amparar e mostrar um caminho que contribuísse com a retidão e a conquista honesta e através do trabalho.
Existem muitos jovens errados e com problemas em razão de conviverem num meio complexo, pais ou padrastos que bebem, batem na esposa, nos filhos, não tem o que comer, vestir, a energia é cortada, etc. São tantos os desafios vividos no seu cotidiano que ele perde a noção do certo e do errado, ele vê muito mais as coisas erradas do que as certas, distorcendo seu senso de critério e avaliação.
Uma viatura fazendo sua ronda quando de repente são avistados dois jovens, que pela experiência policial são vistos como suspeitos, são abordados e vistoriados, sendo encontrado em seu poder, pertences que foram furtados de um veículo, próximo desse local. Não tenha dúvida, foi elaborado um boletim de ocorrência, lavrando os fatos conforme depoimento dos jovens.
Esse exemplo mostra que esses jovens, hoje furtaram algo até sem muito valor, talvez para comprarem cigarro ou bebida, mas que se continuarem na marginalidade amanhã poderão estar efetuando além de furtos, roubos e até mesmo cometerem crimes mais graves.

Imediatamente as portas começam a se fechar, as oportunidades que estavam tendo imediatamente são retiradas, suas famílias fazem forte repreensão, a sociedade os vê como ladrões, todos querendo punir acabam contribuindo com o agravamento do problema.
Podemos estender nossas mãos e tentar recuperar um ou outro ou deixamos que o destino resolva a situação de todos?

vladis.fernan@globo.com

Vladis
Enviado por Vladis em 24/01/2006
Código do texto: T103381
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vladis
Matão - São Paulo - Brasil, 57 anos
143 textos (61892 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:36)
Vladis