Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É complicado ser rico?

È muito complicado ser rico materialmente falando!

O Prezado leitor poderá achar que estou maluco, justifico-me:

Muitas vezes analisa-se apenas uma face da moeda, imagina-se que a fortuna proporciona viagens ao redor do mundo, passeios de iate, roupas de grife, status, bons tratamentos quando se esta com saúde abalada,  facilidades de todos os matizes...

Realmente, a fortuna abre inúmeras portas, todavia, há que refletirmos na outra face da moeda:

Fico a imaginar a responsabilidade de um empresário que traz sob sua tutela dezenas, centenas, por vezes, milhares de famílias que dependem de suas decisões; uma decisão equivocada na economia da empresa pode gerar inúmeros desempregados.

Quanto maior a fortuna, maior a responsabilidade de trazer progresso e bem estar ao ser humano.

Não raro, alguns se perdem nos desvarios da ganância e do egoísmo, na luta pelo poder destroem quem cruza seu caminho e colocam toda uma existência em busca insana por enriquecer-se cada vez mais.

Em lamentável troca de valores comprometem-se com as Leis Universais!

Adoecem do corpo por imporem frenética correria em suas vidas, adoecem da alma por negligenciar verdades morais.

Sem falar na desconfiança, o afortunado por vezes,  fecha-se como ostra julgando que muitos dele se aproximam para gozar de seus recursos.

A fortuna pode gerar dependência e confusão na cabeça de quem a detém; o milionário  que apega-se demasiadamente à  seus bens não compreende que cedo ou tarde a senhora da foice baterá a sua porta e o levará, e ele inevitavelmente terá que deixar seu rico dinheirinho.

Em realidade, somos apenas depositários dos bens terrenos, fortunas pululam de mãos em mãos, de famílias em famílias, apegar-se à elas é iludir-se nos caminhos da vida.

Dia desses presenciei lamentável caso; um rapaz vendo que seu patrão havia sofrido revés financeiro,  exclamou:
- Bem feito, deveria ter perdido mais, ele têm muito mesmo!

Enfrentam grande torcida contra em virtude da inveja destrutiva que habita alguns corações!

Tenhamos comiseração para quem possui mais do que nós, eles também passam por provações, dores, angustias, tristezas, são seres humanos também necessitados de compreensão.

Peçamos à eles não revés ,mas inspiração para que possam ser eficazes gestores do patrimônio divino , criando empregos, espalhando o progresso, promovendo o bem estar humano, garimpando talentos, abrindo portas, educando almas...

A nós, cabe a preparação para que quando chegue nossa vez de gerir o patrimônio divino o façamos sem demasiado apego e possamos impulsionar o progresso nosso e daqueles que conosco caminham.

Pensemos nisso!

Wellington Balbo
Enviado por Wellington Balbo em 12/02/2006
Código do texto: T111028
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wellington Balbo
Bauru - São Paulo - Brasil, 41 anos
364 textos (104030 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:02)
Wellington Balbo