Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROBLEMA SEU

Ninguém assume o que não lhe é de direito, só paga quem deve, paga tudo que deve, se tiver atraso paga com juros e correção.

A nossa vida é bem assim, muitas vezes não compreendemos o por que das coisas, não aceitamos e sofremos sem nada poder fazer para amenizar ou evitar esse mal.

Quando se trata de alguém que amamos chegamos até a ficar revoltados, em hipótese alguma concordamos em assistir um cenário triste com essa pessoa.

A lógica da vida diz que colhemos o que plantamos. Enquanto gozamos de saúde e juventude, vivemos razoavelmente, até por insistência, por teimosia, por conivência, impomos nosso autoritarismo e não admitimos que ninguém altere nosso plano. Esse tipo de vida bloqueia a espontaneidade e impede que a pessoa curta os melhores momentos, os mais simples, os marcantes e que realmente fazem a diferença.

Não dispomos de tempo para participar da brincadeira do nosso filho, ignoramos, nem sabemos quanto mal estamos debitando para nós mesmos. Um dia também nosso filho poderá estar ocupado com sua vida e não ter tempo para nós e aí sentiremos quanto dói essa falta de dedicação, que geralmente é perfeitamente possível de conciliar.

Num momento de crise nos apegamos a qualquer coisa, apelamos para todas as crendices, buscamos resolver nosso problema não interessa o meio. Se um médico não resolveu, apelamos para outro, quando um remédio não foi bom, substituímos e por aí afora.

A pessoa realmente preparada, equilibrada e coerente domina melhor essa situação, encara de uma forma muito diferente da nossa, sem muitas minhocas na cabeça e com uma consciência de que está passando por um momento de transição que certamente ela mesma provocou.

A dificuldade valoriza as pequenas coisas que geralmente passam despercebidas, não damos importância até que passamos por alguma deficiência que nos impede de fazer qualquer coisa que até então era automático, mecânico, natural.

Num momento como esse é que nos lembramos que até ontem gozamos de saúde, felicidade, conforto, etc e não nos preocupávamos em agradecer a Deus, precisamos cair para perceber quanto temos sido mal agradecidos e egoístas, pode até ser que estamos recebendo apenas um aviso, para não esquecermos de que vale a pena acreditar num Ser Supremo.

vladis.fernan@globo.com

Vladis
Enviado por Vladis em 19/02/2006
Código do texto: T113833
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vladis
Matão - São Paulo - Brasil, 57 anos
143 textos (61834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:13)
Vladis