Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SATISFAÇÃO

Primeiramente queremos obter algo, simples, possível... Buscamos, alcançamos e conquistamos nosso desejo, nos realizamos...

Em seguida nossa meta é um pouco mais audaciosa, também com esforço, será tranqüilamente creditada a nosso favor...

Assim segue nossa vida, dificultando mais e mais nossos desejos, vontades e objetivos, que normalmente se concretizam e cada vez menos nos sentimos completamente correspondidos, deixando até em muitas ocasiões de ter o sentimento de gratidão e reconhecimento, as coisas acontecem e aceitamos muito naturalmente, deixamos de celebrar e essa falta de atitude congela esse sentimento tão puro que é o de vibrar com aquilo de bom que nos acontece a todo o momento.

Somos ingratos e egoístas, queremos atenção exclusiva e nos esquecemos de compartilhar muito que para nós é excedente, não admitimos dividir com quer que seja tudo aquilo que achamos ser nosso.

Aprendemos andar, falar, ler, escrever, somar, dividir, ter interesse, ser alguém, ter alguém... Uma história começa a ser escrita, eu, mamãe, papai, meus irmãos, meus amigos, minha primeira namorada, minha esposa, meus filhos, meus genros e noras, meus netos...

Graças a Deus sou muito feliz porque a minha história é completa, tenho tudo que sempre precisei, sou cercado de pessoas que amo profundamente, nada me faltou, não tenho o que reclamar, pelo contrário devo muito que agradecer por tudo que recebi e tenho na minha vida.

Se em algum momento não me sinto completamente feliz é porque ao nosso redor existem muitas pessoas necessitadas, uns que não tem pai, outros mãe, irmãos, namorada, esposa, amigos, o que comer, o que vestir, etc.

Como posso não enxergar essa realidade? Ignorar que não estou vendo ou sabendo que é real? Não consigo fazer de conta, sinto que se trata de uma grande oportunidade, que posso fazendo tão pouco contribuir com a felicidade alheia e eu devo muito a muitas pessoas por tudo que recebi em minha vida, felizmente boas pessoas cruzaram meu caminho e me permitiram crescer, evoluir e ter uma vida digna, por que não estender também o meu apoio aos irmãos que passam por dificuldades? São muitas as pessoas carentes e não sou imbecil em achar que vou resolver os problemas do mundo, mas posso acolher um ou outro e proporcionar uma qualidade melhor de vida, isso é minha obrigação!

vladis.fernan@globo.com

Vladis
Enviado por Vladis em 20/02/2006
Código do texto: T114346
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vladis
Matão - São Paulo - Brasil, 57 anos
143 textos (61704 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:48)
Vladis