Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olá queridos amigos, 

 Esta madrugada eu estava navegando em alguns sites de poesias, sites pequenos de poucos recursos nada sofisticados, quando me deparei com alguns textos onde não havia o nome do autor especificado,  entre parêntesis está escrito autor anónimo,  quando constatei que alguns textos que aqui vi publicados e assinados por poetas do Recanto, são esses mesmos textos que vi nesses pequenos sites, e que são datados de muito tempo atrás. 

Fiquei indignada com tal fato, penso eu que mesmo sendo  textos de  autores anónimos ninguém tem o direito de se apoderar desses textos, uma poesia não é uma imagem ou um gif que pegamos aleatoriamente, é um sentimento que foi expressado.

Estou contando o milagre porém não vou contar o santo para não causar polémicas e muito menos atritos, detesto brigas, fofocas e odeio falsidades. 

Não sou poeta muito menos escritora, brinco de ser, porém todos os meus textos bons ou ruins são de minha autoria, e sei que conto com a bondade e a amizade dos amigos que aqui tenho que me dão incentivo e força para continuar tentando escrever. 

Eu escrevo o que sinto, como sinto e quando sinto, pensou eu que um poeta não faz um planeamento do que vai escrever, simplesmente escreve o que lhe vem da alma, poesia para mim é sentimento, diferentemente  de um escritor que segue um roteiro. 

Nem sempre temos a chamada inspiração para escrever, mas nem por isso podemos nos apoderar dos sentimentos dos outros, eu acho esse tipo de conduta abominável. 

Desculpem o desafabo mas não deu para segurar, realmente eu fiquei muito abalada quando li os textos do autores anónimos, e com a constatação que infelizmente pude fazer, foi uma terrível desilusão para mim. 

ÐäMå Ðë ÑëG®ö ( sem beijos estou brava )

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa, sou apenas alguém que sente!

Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 23/02/2006
Reeditado em 17/08/2007
Código do texto: T115240

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146151 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:50)
Dama De Negro