Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dualismo no universo???

O profeta Mani – fundador do Maniqueísmo – viveu no século III e sua religião teve milhares de adeptos, perdurando por mais de 1.000 anos, inclusive, Santo Agostinho fora maniqueísta por 9 anos.
Os maniqueístas, acreditavam que o universo era regido por duas forças – o Bem e o Mal.
Duas forças antagônicas que se digladiam para controlar o universo; Deus e Demônio, Bem e Mal, Certo e Errado...
Nos dias de hoje, embora o maniqueísmo tenha sido extinto como religião, trazemos impregnados a nossa maneira de pensar essa cultura dualística.

O governo é Mal.
O povo é Bom.

O governo diz que é Bom e afirma que Mal são membros da oposição.

A oposição por sua vez, afirma o contrário.

O empregado se julga injustiçado e afirma que o empregador está errado, por sua vez, o empregador, afirma o inverso.

Cultivamos ídolos, admiramos pessoas,  e quando estas não agem conforme o padrão que estabelecemos,  afirmamos decisivamente que:

- Não eram nada daquilo que imaginávamos, são lobos em pele de cordeiro!

Antes de mais nada, é bom que nos antenemos em um detalhe:

Somos criaturas em evolução, seres sujeitos a se equivocar nos caminhos da vida, não somos decisivamente maus, nem categoricamente bons, em realidade, por hora, somos almas em busca do equilíbrio, todavia, é bom que nos lembremos que dia chegará em que o Bem e a verdade serão tônica em nossos pensamentos e atitudes.

 Porquanto, para o amor fomos criados, nosso destino – a angelitude.

Observemos que o  Bem governa o universo, os pássaros continuam a cantar, as flores prosseguem a colorir, os frutos insistem em brotar, as pessoas seguem a renascer, o sol prossegue no seu intenso labor, a lua, romântica,  ainda embala namorados...

O Mal é apenas um estado transitório que se dissipara da face da Terra conforme formos nos adequando as Leis Universais.

Demônios são fantasmas passageiros que nascem da materialização de pensamentos enfermiços.

Forçoso admitir, o Bem, este sim,  é eterno!

O Bem que se expande através da fraternidade e do amor, do talento, da criatividade, do esforço por fazer progredir a humanidade, este perdura por séculos, milênios a fio, iluminando consciências e aquecendo corações.

Vejamos o exemplo admirável de Jesus , Buda, Thomas Edison, Isaac Newton, Albert Einstein, Charles Darwin, Platão, Sócrates e de tantos anônimos que seguem vestidos com o macacão da boa vontade...

Idéias, invenções, teorias que o tempo não apagou, pelo contrário, tratou de dar base e consistência a esse aglomerado de benefícios.

Cultivemos a esperança no Bem, no amor, no ser humano,  e tratemos de nos disciplinar  no Bem agir, que fatalmente esse suposto dualismo desaparecerá!

Pensemos nisso!



Wellington Balbo
Enviado por Wellington Balbo em 25/02/2006
Código do texto: T116043
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wellington Balbo
Bauru - São Paulo - Brasil, 41 anos
364 textos (104056 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:28)
Wellington Balbo