Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Despertar

Acordo e vejo através da cortina a claridade do sol
Viro para o lado e vejo o travesseiro vazio ao meu lado
Imagino quem poderia ali estar naquele momento
Voltam a minha mente imagens de amores passados
Passam pelo meu pensamento momentos já vividos
Dou um sorriso e digo a mim mesma em voz baixa
Que de passado não se vive, pense no futuro
Penso então em imagens do presente, rostos, nomes
Fico a divagar quem poderia ocupar este lugar
Não há ninguém ao alcance da mão para acariciar
Levanto e abro as cortinas, lá fora o sol se levanta majestoso
E através dos vidros forma um prisma colorido na parede
Abro a janela e respiro profundamente, vou para a ducha
Enquanto os raios de sol atravessam a pequena janela
E se depositam seu brilho sobre meu corpo molhado
Minha mente volta a buscar um formato de rosto, de corpo
Que existe apenas na minha imaginação, nos meus sonhos
Mas não consigo colocar cor nos olhos nem nos cabelos
Na tonalidade da pele, é apenas um vulto sem rosto
Sem forma definida que me acompanha
E não me deixa nunca sentir o gosto da solidão
Esse vulto misterioso de homem acompanha-me
Está ao meu lado quando tomo o café da manhã
Diz tchau com um doce beijo quando sai para o trabalho
Retorna no início da noite para mim e me faz carinho
Não me deixa só, senta-se ao meu lado e me abraça
Passamos tempo conversando, planejando nosso futuro
Sonhando com nossa velhice juntos, os filhos e netos
Nossa casa no campo e com passeios de mãos dadas ao luar
Vamos nos deitar e fazemos amor antes de dormir
Aconchego-me a ele e assim mais uma noite de sono vem
Novos sonhos me alimentam a alma e fortalecem o espírito
Sei que em alguma outra manhã irei novamente acordar
Recomeçar mais um dia, seguir a mesma rotina ao despertar
Vivenciar os momentos que imagino sempre, me virar na cama
E desta vez sei que terá alguém no travesseiro ao meu lado
Só que agora não será mais um vulto sem rosto e sem formas
Você é que estará aqui na nossa cama, na minha vida
Ao meu lado sempre, ocupando definitivamente o seu lugar

Adelaide Wlodkovski
04/03/06
Ade Wlod
Enviado por Ade Wlod em 04/03/2006
Reeditado em 19/06/2009
Código do texto: T118454

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ade Wlod
São José dos Pinhais - Paraná - Brasil, 55 anos
59 textos (8527 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:28)
Ade Wlod