Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Três poetas de "A Palavra do Século XXI"

Poetas da ALPAS XXI
Em Minas,sou Delegada da ALPAS XXI,uma associação que realmente visa promover o escritor.A coordenadora-em-chefe de "A Palavra do Século XXI"é Rozélia Scheiffler Razia,uma pessoa voltada para as Letras e para os autores.Já falei com ela algumas vezes por telefone e é de uma simpartia á toda prova.Volta e meia,a ALPAS XXI faz uma seletiva de textos com fins de edição em antologias.Essas coletâneas são bem bonitas e acontecem em regime cooperativo(os autores pagam por suas páginas).
Trago hoje alguns autores da ALPAS XXI,cuja sede é em Cruz Alta,RS.Os textos foram extraídos da "Agenda Literária 2001,exceto a minha,da antologia "Desafios"

1)CLONES DE CAMALEÃO

ROZÉLIA SCHEIFLER RASIA
(CRUZ ALTA-RS)

Digital,virtual,real.
poliglota,sábio,aprendiz.
global,nacional,regional.
Tudo além por um triz.
Criatura,criador.
semente,semeador.


As chaves das portas
da pós-modernidade
estão nas mãos de clones
de camaleão.

2)CALADA DA NOITE

ALBA PIRE FERREIRA
(Porto Alegre)


VEXAME
é dar voz ampla
às emoções
e não conseguir segurar
palavras sem sentido.


VEXAME
é estar de alma aberta
luminosa tal a luz do sol
servindo de palco
para ídículas cenas de amor.


VEXAME
é entre outras coisas
suspirar desejar
em plena calada noiteo abraço de um sonho.




3)A ALMA DAS COISAS
JOAQUIM MONCKS
(PORTO ALEGRE,RS)

A ALMA DAS COISAS (1)


“Bela esta manhã, sem carência de mito”. Drummond.


Joaquim Moncks


Bela esta tarde repleta de nuvens,

belo o enredo do amar, em que choram

as chaves do corpo, a alma das coisas.



São alvos os caninos noturnos.

A agonia consciente e inconsciente,

passando ao sol poente.



No azimute, ao norte, a morte.

Bússola que nos orienta.



De tudo que nos é atento

salvam-se os salmos, ramos de pureza,

mágicas canções, a clava dos que oram,

violão nos olhos da aurora.



Lento é o visgo

de quem vive pra dentro.




(1) Do livro O POÇO DAS ALMAS. Pelotas: Editora da Universidade Federal, 2000, p. 71



4)O VISITADOR


CLEVANE PESSOA DE ARAÚJO LOPES
(DA COLETÃNEA "DESAFIOS",2002-alpasxxi)

"Todas as noites
passa um fio deluz
pela fresta,
atraverssa a cortina
e me seduz
fazendo uma festa
para a menina
que dormita
dentro da mulher que acorda...
Com energias fluorescentes,
florescentes,
pega o açoite
que o dia usou
para castigar
minha poesia
-a com-panheira etérea
da fantasia-
e o transforma
em um fio de luar...

Apaixonada,
embora,
meu desejo constranjo
em pleno deslumbramento
quando re/descubro
que esse espectro
é um anjo...
clevane pessoa de araújo lopes
Enviado por clevane pessoa de araújo lopes em 30/04/2006
Código do texto: T147659

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autor e o link para o site "www.sitedoautor.net(Clevane pessoa de araújo lopes;(www.clevanepessoa.net/blog.php)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
clevane pessoa de araújo lopes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
555 textos (176706 leituras)
21 e-livros (13423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:40)
clevane pessoa de araújo lopes