Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Amor sem sentido...Viva...

Viva, a falta de conteúdo
Viva, as bundas e os peitos
Viva, os decotes
Viva, as noites regadas com o mais puro prazer
Viva, as bebedeiras
Viva, a falta de palavras
Viva, a falta de sentimento
Viva, a sobra de hormônios
Viva, a falta de consciência
Viva, a disseminação da solidão
Viva, o acordar sozinho
Viva, o coração desacelarado
Viva, os sorrisos mal intensionados
Viva, os toques maliciosos
Viva, a rapidez e facilidade das coisas
Viva, o beijo sem gosto
Viva, a paixão sem sentido
Viva, o interesse
Viva, ao MELHOR, você é o mais CATADOR(A), COMEDOR
Viva, a pegação
Viva, a putaria
Viva, o amor pegável

Só não se sinta pequeno por ser algo insignificante...que pode ser PEGADO, CATADO, COMIDO!

Um dia a ficha cai
As palavras serão necessárias
Seu rosto não será, o mesmo
Seu corpo não será, o mais lindo
Seu sorriso não será, mais brilhante
Você não será mais o (a) fodão (ona)
Sua bunda não será mais a mesma
Um dia a juventude passa, seus hormônios cessam
E aí?
Valeu a pena perder seu tempo com as (os) várias(os)
Você tirou algo proveitoso disso tudo?
Percebeu quem passou por ti?
Lembra de alguma música que te embalou?
Sua consciência, sua maior sentença...
REFLITA SOZINHO...
Pois esse será o seu fim!
O turbilhã do prazer rápido e mágico é passegeiro...
As coisas que realmente interessam, não!
===================================================

Esse texto foi apenas um desabafo, de alguém que está cansada de pessoas fúteis...

====================================================
Thais Campidelli de Freitas
Enviado por Thais Campidelli de Freitas em 28/05/2006
Código do texto: T164935
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Thais Campidelli de Freitas
Campinas - São Paulo - Brasil, 28 anos
32 textos (2950 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:11)
Thais Campidelli de Freitas