Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vontade de Deus!

Amigo leitor, dia desses ao entrar na sala de aula,  vi no mural escrito com letra de criança a sigla PCC, o desenho de uma metralhadora e o nome Marcola – clara alusão ao líder daquela facção.

Fiquei a pensar:

- Por que será que o estardalhaço ainda encanta?
- Por que tanto espaço á violência?

Por que essa criança não desenhou D. Zilda Arns segurando um recém nascido?

Ah! Ela não conhece D. Zilda Arns!

Será que essa criança  já ouviu falar em William Morton, Isaac Newton, William Harvey, Alexander Fleming, Marie Curie, Platão, Ghandi, Chico Xavier, João Paulo II...

Certamente não , mas claro, é muito nova ainda. Então que tal Walt Disney, Monteiro Lobato, Mauricio de Souza, Ziraldo...

É uma pena que muitas pessoas ignorem que grande parte do conforto, acesso a tecnologia e inúmeras facilidades que desfrutamos hoje foram realizações desenvolvidas por criaturas comprometidas com o bem comum.

Feitos que encantam pela perseverança e trabalho honesto,  mostrando que o ser humano é capaz de produzir criatividade quando quer.

Resgatar a vida desses vultos se constitui em grande colaboração para que nossos jovens cresçam alicerçados em princípios de dignidade e respeito.

Por isso, sou fã dessas biografias,  e sempre que possível debruço-me na pesquisa a fim de oferecer ao leitor histórias empolgantes que mostram a saga que empreenderam essas grandes figuras da humanidade.

Seres humanos como nós, com dores, duvidas, martírios, alegrias e tristezas ,mas que não se deixaram enredar pelo desatino, antes, aproveitaram seus momentos de dificuldade para transformá-lo em sublime lição à humanidade.

É isso amigo leitor, semear o bem para que no coração de todos pulse a esperança de que o mundo se pacificará tão logo compreendamos os sagrados desígnios do Pai.

Um mundo onde todos se respeitam e conjugam o verbo na primeira pessoa do Plural.

Um mundo onde nossos jovens escreverão nos murais da escola poesias de louvor a vida e desenhos de gratidão à natureza.

Utopia???

Creio que não, essa verdade irá se cristalizar mais cedo ou tarde, porquanto, esta é a vontade de Deus, o pai soberanamente justo e bom.




Wellington Balbo
Enviado por Wellington Balbo em 01/06/2006
Código do texto: T167283
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wellington Balbo
Bauru - São Paulo - Brasil, 41 anos
364 textos (103970 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:02)
Wellington Balbo