Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS TEMIVEIS DONOS DA VERDADE

OS TEMÍVEIS DONOS DA VERDADE
Marcial Salaverry

Podemos definir como “donos da verdade”, ou seja aqueles que jamais admitem estar errados, e que são a fonte de toda a sabedoria do mundo, como os mais autênticos cultores do ego que existem, pois sempre acreditam saber mais que os demais, e que as pessoas sempre procuram se inspirar naquilo que faz para poder fazer algo.
Assim, os “donos da verdade”, tentam sempre convencer as pessoas de que sua maneira de ver as coisas é a única verdade que existe, e que só eles fazem coisas certas e bonitas, e nada que outros fazem podem sequer se comparar às suas obras primas, e que sempre estão buscando inspiração naquilo que fazem.
As coisas não são bem assim, pois sempre temos que reconhecer que existem outros artistas com igual talento, e mesmo que faça algo que se parece com o que já existe, seja um poema, um conto, um quadro, ou uma “grafitagem”, pode ser algo apenas inspirado em algo visto ou lido.
Um poema de amor, sempre falará de amor, e sempre poderemos achar que foi inspirado naquilo que escrevemos, mas nem por isso será cópia. “Parecer” não significa “copiar”. Pode até ser que, lendo o que escrevemos, brotou a inspiração. E sempre será fruto do talento, digamos, “copiativo”. O mesmo se pode dizer de um quadro, ou será que todos os quadros que existem de moças sorrindo serão cópia da Mona Lisa? Acredito que se inspirar no que Michelangelo pintou, e pintar um quadro de uma bela jovem com sorriso enigmático, jamais será cópia, mas sim “fonte de inspiração”. Copiar, é reproduzir o original inteiramente. Inspirar-se, é desenvolver talento próprio, a partir de uma fonte criativa. É ver algo de que gostamos, e desenvolver nosso talento.
Na realidade sempre existem versões distintas, ou maneiras diferentes de se fazer as mesmas coisas, pois cada um tem uma personalidade, uma opinião própria, podendo usar seu talento, dando um toque pessoal àquilo que existe. Um por do sol, sempre será um por do sol. Apenas existem maneiras e emoções diferentes de senti-lo, de observa-lo, de retrata-lo.
Mas, mesmo quando colocados diante de argumentos irrefutáveis, os “cultores do umbigo”, insistem, e procuram torcer as coisas,  não admitindo opiniões contrárias. Por vezes sequer admitem opiniões, ainda que sejam favoráveis, fixando-se em seus pontos de vista, e defendendo-os a qualquer custo.  São irredutíveis em suas opiniões.   O preto é azul, e pronto, não se discute.
São sempre aqueles que em geral se escondem atrás do que desconhecem, tentando ocultar os fatos reais, para fazer prevalecer suas idéias.
Assim, batem o pé até o fim para deixar bem claro suas opiniões e pontos de vista, que devem ser aceitas sem qualquer discussão, ou sequer uma possibilidade de discussão, pois uma conversa mais funda, poderia destruir seus argumentos.
Sempre encontram seguidores que acreditam fielmente em suas palavras.  Pessoas sem personalidade que se deixam convencer por qualquer um que fale com convicção.  Geralmente essas pessoas têm o dom da palavra, e conseguem convencer multidões.  Os exemplos de \"Donos da Verdade\" são muitos na História Mundial.  E os resultados de sua ação nefasta todos conhecem...
Costumo dizer que o que falta para os Donos da Verdade, é Humildade.
Sim, humildade para respeitar o que o outro pensa, fala ou faz. Muitas vezes, escutando outro parecer, poderemos reformular nossos pontos de vista, melhorando nossa maneira de agir.  Isso se aplica em todos os campos de atividade.  Ninguém deve ser absolutista.
Para pessoas assim, só sua opinião prevalece. Mais ninguém tem direito a qualquer ponto de vista, e, na realidade,  temos que ter presente  que cada qual tem  direito  a uma opinião, um parecer,  e respeitá-lo faz parte da boa educação e do bom senso.  Afinal, sempre poderá existir uma idéia melhor do que a sua. Sempre algo poderá ser feito melhor e mais bonito do que aquilo que fazemos.
Pelo menos devemos ouvir outras opiniões, conhecer os porquês de algo que não achamos correto, dar oportunidade a que outros exponham seus argumentos, que poderão ou não ser aceitos, mas que deverão ao menos ser considerados.
Uma citação muito interessante de nosso querido L’Inconnu:
Se os aceitas tudo bem, se não, cala-te, que é o melhor que podes fazer, se não reunires condições para manter tua opinião.
Mas não queiras ser o Dono da Verdade, pois às vezes poderás até, estar  escondendo tua sinceridade.
Esse é um dos principais efeitos negativos que essas pessoas,  que se julgam os donos da verdade, apresentam, ou seja, boicotam sua própria personalidade, pois, para vestir a capa que pretendem usar, deixam de agir com naturalidade.
Contudo, os mais perigosos são aqueles que se julgam REALMENTE super pessoas.  São esses aqueles que geralmente conseguem arrastar multidões atrás de si. Que sempre exigem que seus amigos tenham opiniões compatíveis com as suas.
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 28/05/2005
Código do texto: T20447
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19856 textos (1962849 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:19)
Marcial Salaverry