Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bons Momentos

"Amiga,

Num poema atribuído a Jorge Luiz Borges que corre a Internet, que ele teria escrito aos 85 anos, tem um trecho que diz : 'Mas se pudesse voltar a viver, procuraria ter sòmente bons momentos. Porque, se não sabem, disso é feita a vida'.

Um e-mail que recebi comenta que no filme 'Perfume de Mulher', há uma cena inesquecível em que o personagem cego vivido por Al Pacino convida uma moça para dançar e ela lhe diz : 'Não posso, porque meu noivo vai chegar em poucos minutos'. 'Mas em um momento se vive uma vida', responde ele, conduzindo-a num passo de tango. E este acaba sendo o momento mais bonito do filme.

Há uns dez anos, eu fazia faculdade e havia uma moça de outra classe por quem eu estava interessado, com quem conversava e a quem me insinuava mais ou menos, mas eu não tinha certeza se havia um interesse real dela por mim. Estava quase resignado achando que aquilo não daria em nada. Uma noite, após as aulas, dirigi-me ao carro, como de costume, para ir embora. Lembro-me de que um vento cortante me fazia tremer de frio. Ao chegar no carro, havia uma folha de caderno presa no limpador do pára-brisa, peguei-a e nela estava escrito em letras grandes e vermelhas : 'Estou a fim de você' (acho que foram mais ou menos estas as palavras). Fiquei pasmo, esqueci-me do frio e durante todo o percurso até chegar em casa fiquei em estado de êxtase, de felicidade total. O caso terminou seis meses depois, mas durante seu transcurso esse foi o momento mais significativo de que me lembro relacionado a ele, que ficará gravado na memória, por mais estranho que pareça. No meu orgulho machista, nunca agradeci à moça por esse momento mágico em minha vida.

Tudo isso, amiga, é para lhe dizer que todas as vezes que recebo um e-mail seu tão carinhoso, estou vivendo esses momentos felizes. Não sei o que o futuro nos reserva nessa nossa relação, mas seja ele qual for, já lhe sou grato por esses pequenos momentos de felicidade que você está me proporcionando. Entendo agora o que Jorge Luiz Borges e o personagem cego do filme quiseram dizer em toda sua sabedoria.

Beijos carinhosos "



Esta mensagem mandada por e-mail é minha e é real. Embora tenha feito alguns retoques, para efeitos de publicação, mantive-a em sua essência como na original. Preservei o nome da destinatária para evitar-lhe aborrecimentos.

Mas quis publicá-la para que lembrem-se de prestar sempre atenção para os verdadeiros bons momentos da vida, que podem chegar inesperadamente a qualquer momento. É importante saberem identificá-los de imediato, para que possam também de imediato agradecer a quem merece : àqueles seres de carne e osso  que os proporcionam a vocês. Se vocês, pelos bons momentos, querem agradecer a Deus, a espíritos, a Papai Noel ou a duendes, tudo bem, cada um tem o livre-arbítrio para escolher suas crenças. Mas antes deles, agradeçam sinceramente ao ser de carne e osso que lhes proporcionou mesmo que um pequeno momento de felicidade. Talvez esse ser tenha tido que superar com grande força de vontade e coragem suas barreiras psicológicas para escrever num papel um pedido singelo de namoro. É ele que, antes de todos, merece seu agradecimento. Porque se vocês não o fizerem a tempo, pode ser que, quando perceberem isso, seja tarde demais.

Boa sorte.
 
Paulo Tadao Nagata
Enviado por Paulo Tadao Nagata em 18/08/2006
Reeditado em 13/08/2008
Código do texto: T219732
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Tadao Nagata
Marília - São Paulo - Brasil
47 textos (35162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:28)
Paulo Tadao Nagata