Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como a criança vê a vida

    O poder inocente da bondade da criança , sua grande imaginação dão-lhe uma visão de pureza da vida. É pena que ao tornar-se adulta, esse fulgor visionário parece amortecer. Mas as experiências da infância deixam sempre profubdos efeitos na mente que amadurece.
    A criança vive num reino encantado de maravilhas, de desafios e de perplexas indagações. Ela se encontra frente à porta do futuro, cheia de energia e de potencialidades. O que ela faz com esse vigor, com seu ingênuo sentido de curiosidade, é o adulto que determina.
    O mundo pode reprimir esse espírito exuberante, criando-lhe um ambiente hostil à magia da infância. Mas pode também proporcionar à criança um período de exultação.
    As disposições de ânimo, os jogos infantis, o sorriso das crianças traz-nos lembranças de tempos passados e recordamos o quanto éramos felizes.
    É na infância, com suas brincadeiras, com seus jogos de entretenimento que se forjam as mais admiráveis instituições sociais.
    Onde há o toque da criança, existe uma fantasia de encantamento e amor. Elas são a nossa herança e o nosso legado para o futuro. Daí, a grande responsabilidade do adulto: o mundo de amanhã será o resultado de o que oferecermos hoje à criança para que ela se torne pessoa(s) equilibradas com atitudes sadias e harmoniosas.
Zilda
Enviado por Zilda em 23/08/2006
Código do texto: T223743
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zilda
Brumado - Bahia - Brasil, 93 anos
52 textos (10064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:03)
Zilda