Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E Daí?!

Você está chateado? Aborrecido? De mau-humor? É... O custo de vida? problemas de família? aborrecimentos no trabalho? falta de trabalho? a política continua uma zona? os impostos estorcivos? seu time perdeu novamente? Foi traído? Não foi bem naquela prova? Perdeu alguém muito querido? Quem está usando drogas? A violência?... E daí?!
Mesmo durante as piores tempestades e mesmo nas noites mais longas e escuras, o sol não deixa de bordar seus fios de luz. Ele sabe que tudo passa, segue convicto na sua missão de brilhar, faz a sua parte para dissipar as nuvens e calar a escuridão.
Você tem câncer? AIDS? Tem alguma deficiência? Foi desenganado?.. E daí?
Você não é apenas um corpo! Não permita que sua alma adoeça, seja como o rio que segue sem detença o traçado do seu destino. Luta quando for hora de lutar. Quando já não for hora, quando as forças te faltarem, descobrirá que a morte inexiste e o espírito que você conservou sadio estará despido das dores, pronto para mergulhar no mar do infinito.
Você não acredita em Deus? Está em dúvida?.. E daí?
Tudo é o que é, não o que queremos ou pensamos ser. Esqueça o Deus caricato, criado por religiões mercenárias. Alheio ao que dizemos ou cremos; Deus se faz notar na órbita matemática dos astros, nos processos bioquímicos que garantem nossa vida somática e lhe permitem ler esse texto, na intrincada engenharia da natureza; do protozoário ao ser humano, de uma gota de orvalho à montanha mais imponente...
O que importa é que você seja do bem! Sendo do bem, mesmo que você não acredite nelas, as forças do bem te circundarão e um dia a fé florescerá, sem artifícios, subserviência e temores.
Você é do mau? Um “bad boy”? Gosta de pagode?(risos)... E daí?!
“Na natureza nada se perde, tudo se transforma.” Demore quanto demorar, você se transformará, nem as pedras conservam indefinidamente sua rigidez e da rígida pedra, nasce uma magnífica obra de arte. O tempo te aparará as arestas e a ação inexorável das águas da vida polirão sua aridez e mesmo a contragosto, a locomotiva da evolução te arrastará para adiante, no conforto da primeira classe ou num vagão de carga... Depende de você.
Gostou do texto? Não gostou?... E daí?

Antonio Pereira (Apon)
http://www.aponarte.com.br
Antonio Pereira APON
Enviado por Antonio Pereira APON em 24/10/2006
Reeditado em 14/07/2010
Código do texto: T272509

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://www.aponarte.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Pereira APON
Salvador - Bahia - Brasil, 52 anos
158 textos (33970 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:30)
Antonio Pereira APON