Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mãe

Mãe
A quem falo nessa hora,
Quisera abraçar lhe agora
Em que o vento assopra lá fora.

Mãe

Que um dia beijou minha face,
Me dando conselhos sagrados
Qu no mundo deixei rabiscar.

Mãe

Que um dia me fez sorrir,
Hoje eu lhe faço chorar
Pelo lucro de não lhe escutar.

Mãe

Nas grades a vida é triste,
Somente silencio e saudade
Eu tenho da nossa morada.

Mãe

Tú és pobre mais é rica,
Porque mesmo ai tão distante,
Ainda choras por mim.

Lúcio Barbosa
Enviado por Lúcio Barbosa em 25/11/2006
Código do texto: T301431
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Barbosa
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 51 anos
59 textos (5595 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:05)
Lúcio Barbosa