Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FALANDO SOBRE A JUVENTUDE

Dizem que a juventude de hoje é um caso perdido...
Interessante é que diziam o mesmo quando de nossa juventude...
será que somos um caso perdido?
Osculos e amplexos
Marcial

FALANDO SOBRE A JUVENTUDE
Marcial Salaverry

Algo que é tão velho quanto o mundo, é esse eterno conflito de gerações.  Sempre existiu alguém reclamando de alguém. Os mais velhos achando os jovens abusados, e estes os achando superados.
Uma tendência dos mais velhos, é esquecer que foram jovens, e o que fizeram em sua juventude, e que sofreram de seus pais as mesmas pressões que fazem sobre seus filhos. Daí, a coisa acaba entrando num circulo vicioso.
Vamos analisar algumas opiniões correntes nos dias de hoje, sobre a juventude, "que só pensa em se divertir".
"Nossa juventude adora o luxo, é mal educada, caçoa da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem a seus pais e são simplesmente maus."
Este é um dos questionamentos atuais contra atos e atitudes dos jovens. A falta de respeito é motivada pela liberalidade estimulada pela televisão, pelos filmes, e também por "coisas que se vê na Internet".
Poderia ser, como dizem, um mal dos tempos modernos, se o autor desta frase não fosse Sócrates, filósofo grego que viveu por volta de 470/399 a.C.  e agora, José?
Outra previsão sombria, é aquela que fala sobre o que pode acontecer em nosso futuro, devido aos desmandos cometidos pela juventude atual.
"Não tenho mais nenhuma esperança no futuro de nosso País, se a juventude de hoje tomar o poder amanhã, porque essa juventude é insuportável, desenfreada, simplesmente horrível."
Quem assim fala certamente se esquece do que fez em sua juventude. Também foi rebelde sem causa, também cometeu infrações, também foi contra o status quo vigente.  E mais, se essa soturna previsão fosse exata, o mundo não mais existiria, porque foi dita por Hesíodo, filósofo que viveu por volta de 720 a.C. e o mundo progrediu muito de lá pra cá...
A falta de respeito dos filhos contra os pais é uma reclamação constante. Sempre escutamos queixas nesse sentido. Aliás, sempre mesmo, haja visto que uma frase que sintetiza tudo o que se possa dizer nesse sentido, foi dita por um certo Eugenio, um pensador que viveu no ano 2.000 a.C.:
"Nosso mundo atingiu seu ponto crítico. Os filhos não ouvem mais seus pais. O fim do mundo não pode estar muito longe."
Como estou escrevendo esta crônica, que está sendo lida por alguém, pode-se deduzir que o fim do mundo ainda não aconteceu. E a reclamação persiste, passando de geração para geração.
"Essa juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens são malfeitores e preguiçosos .Eles jamais serão como a juventude de antigamente. A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura."
Esta frase lapidar foi descoberta recentemente sobre um vaso de argila, nas ruínas da Babilônia. Portanto, tem mais de 4.000 anos de existência.
A cultura não só foi mantida, como evoluiu muito, apesar da ação nefasta dos jovens, que tudo iriam destruir.
Esse conflito de gerações sempre existiu, existe, e sempre existirá. Podemos ter certeza de que os jovens de hoje que tanto reclamam da pressão e opressão dos mais velhos, estarão pressionando e oprimindo seus filhos amanhã, pois sempre será difícil a plena aceitação de que todos são necessários para todos.
Os jovens sempre irão precisar da experiência dos mais velhos, e estes sempre irão precisar do vigor e da audácia dos mais jovens. O que é preciso é que ambos se conscientizem disso, e procurem exercitar a chamada coexistência pacifica, com troca de idéias e experiências.
Não podemos esquecer de que sempre teremos algo para aprender, e algo para ensinar. Ninguém detem o conhecimento total. Mas... Onde fica o famoso orgulho pessoal? O tradicional "eu sou mais eu?".
Vamos experimentar viver e pensar juntos? Tudo poderá ser melhor para todos.
Com essa esperança, que tal termos UM LINDO DIA...

As citações usadas foram enviadas pela amiga Marina Fairth, a quem agradeço.

Marcial Salaverry
28/08/2004
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 22/07/2005
Código do texto: T36828
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 75 anos
16421 textos (1735901 leituras)
3 áudios (764 audições)
6 e-livros (2080 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/14 04:22)
Marcial Salaverry



Rádio Poética