Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO CRIEI IMPÉRIOS:



Não criei Impérios:

No meu andar...
Pelos caminhos da vida.
Buscando esperanças.
Levava comigo apenas a fé,
Minha única herança.
Aceitando, do mundo,
O que o mundo me dava.
Fiz amigos, amei, fui amado.
Trabalhei, construí caminhos,
Para que outros pudessem passar.
Não criei Impérios...
Nada tenho alem, daquilo.
Que um dia, Deus me outorgou.
DEUS...
Destes-me força, para lutar.
Destes-me a mão, para escrever.
A minha alma destes, a poesia.
Ao meu coração destes, o amor.
Ensinou-me, amar e dividir.
Ensinou-me, amar a natureza.
Ensinou-me, a esquecer o ódio.
Como me ensinou, a ver o mundo.
Com, os olhos de minha alma!


Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 18/10/2005
Código do texto: T60631
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:25)
Volnei Rijo Braga