Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Elucubrações

Ah ! Gosto de chuva sim ...mas quando vem de montão e judia aquele irmão que mora na periferia e me lembro bem pois quando atravesso as marginais do Tietê ou Pinheiros  a   nostalgia  vem   em ver as casinhas das favelas ... de tábuas e panos, plásticos que por ali
são construídas aleatoriamente conforme a urgência da necessidade.
E que necessidade!!!
Fico pensando  sempre na felicidade.
Tão relativa.
Principalmente quando há fraldas e roupas estendidas em varais improvisados,numa brancura  que só um capricho amoroso pode dar.
As ' janelas '  abertas - pequenas aberturas  por entre materiais reciclados que viram paredes.
Um vaso de flor ajeitado ... outro e mais outro, pendurado,
delicadamente arrumado - sinto vontade de chorar.
Pode ser pieguismo... nem devia.

Quem tem o carinho de arrumar tão bem  assim o ' lar ' ... só pode ter uma  alma de grande valor. E muito pra dar.Vida pra  ensinar.
Outro dia pasmei :  sob uma grande ponte  - e em Sampa tudo é tão grande -vi um pequeno gramado ... um  simulado de escada de madeira e terra batida bem  arrumado, plantas  e flores  de ambos os  lados! Passando rápido, olhei  para trás - (seria uma mini obra da prefeitura? ) ..o  caminho levava um pouco mais  acima
mas ainda era embaixo da ponte  e ali também havia um lar.
Capricho nas plantas, no cuidado daquele jardim que floria em lugar inusitado.

Em dias de sol e ventos as pipas margeiam o céu das Marginais.
Sem saber o que pensar entendo-os  como sinais, aprendizados, entro em sintonia com o universo a que pertenço e  que muito desconheço.
Ajudo no que posso ajudar.
A alma se estranha, se debate e acaba por acreditar.
Que ainda dá tempo, que o ser humano tem salvação, que o mundo embora muitas vezes  duro, cruel e frio, não alcança certos corações que se transformam em poesia e  fazem a vida brilhar, florir...
Que permanecem puros e se esforçam na luta  pela sobrevivência com amor e grande carinho. Uma lição de fé.

Hoje meus pensamentos em forma de oração, são para estes irmãos que  , com eu, estão a espera de um sol que com certeza, irá raiar.
Urgente, por favor !
Precisamos sair passear, estender nossas roupas  ao sol, soltar as pipas coloridas da alegria, enxugar nossas almas molhadas
de  tédio e colocar a esperança  pra secar ...




  Direitos Autorais Reservados ®
* Campanha pelos Direitos Autorais na Internet *
www.2be.com.br    Grupo Much_coroas- abril 2006
luferretti
Enviado por luferretti em 08/09/2007
Reeditado em 08/09/2007
Código do texto: T643399
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
luferretti
Limeira - São Paulo - Brasil
369 textos (13186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 22:07)
luferretti