Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMENTÁRIO SOBRE OS MEUS SONETOS (OS PRIMEIROS DA VIDA)

Sim,amigos, o primeiro soneto da minha vida,  sabia o que era o conceito de um  soneto,mas jamais tinha feito um sequer.Não foi muita suprêsa para mim,pois sentia que poderia fazê-lo,tenho um bom conhecimento de trovinhas ,(fiz milhares na salas de bate papo,ao meu estilo,não muito preso a regras,pois é no repente,faço a trovinha na hora,sem muita preocupação com a métrica,entendo que  poderia ser editado o texto,colocado depois na forma correta), e  não seria muito difícil transpô-las  para sonetos ,bastava guardar mais a métrica (sem muita rigidez,pois existe aquela “vogal poética” para facilitar )e cortar os dois últimos versos da terceira e quarta trova, formando os tercetos.  Não tinha muita vontade de escrever poemas,achava perda de tempo(como eu alcançaria a plenitude dos grandes poetas ?) apesar de gostar de lê-los durante minha vida inteira,(escrevi na  adolescência e juventude,mas que não guardei um sequer),e entrei aqui no recanto com o intuito de produzir contos , tendo publicado quatro , o ultimo já feito aqui no recanto(PACTO MORTAL)..Jamais pensei em escrever poemas aqui,queria investir mais nos contos,produzir  textos de  boa qualidade ao estilo Edgar Allan Poe,(xii..já vai aí ? ),que procuro imitar, mas confesso foi muito bom,gostei dos sonetos,(baiano nada tem de modesto.. rssr) parece que vou continuar a fazê-los ou então abandoná-los definitivamente em breve.Estes sonetos fiz  com amor ,assim como todos os outros textos,que aqui faço..Mas esse foi especial,fiz  com paixão,a irmã luxuriosa do amor,uma paixão virtual intensa, quase real para mim ,que não teria feito em nenhuma outra oportunidade ,pois foi um momento úníco na minha vida.Jamais esquecerei esta figura,com certeza,pois se não fosse ela( e o que leio no recanto) jamais teria escrito estes sonetos e nem teria esta dor de cotovelo ,foi ótimo a sensação de estar apaixonado mas uma vez,me senti um adolescente,pisando nas nuvens,apesar de não ser correspondido (acreditou numa fábula,guri amostrado).Na verdade ,brincadeira á parte,tenho plena consciência da realidade das coisas,isso aqui ,ás vezes, é uma grande festa, mas não podemos perder o controle das nossas emoções, pois podemos nos decepcionar duramente.Passei um tempo em salas de bate-papo fazendo trovinhas,corri de lá,mas aqui não é muito diferente ,também rola suas briguinhas.Mas é muito melhor, pois aqui posso escrever o que quero sem ser insultado por invejosos.Pena que não seja aposentado para dar meu tempo a literatura  e fico com a sensação de ter tenha perdido (ou ganhado?) muito tempo no recanto,sob os protestos de d.encrenca. bjs.

Zeca repentista
Zeca Repentista
Enviado por Zeca Repentista em 03/10/2007
Reeditado em 08/10/2007
Código do texto: T679589

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zeca Repentista
Juazeiro - Bahia - Brasil
470 textos (27548 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:17)
Zeca Repentista