Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao fundo de um ser humano

Como se chega ao fundo de um ser humano?
Emoções,raizes dos sentimentos,
Não existe lei que intitua:
"Fica decretado que os homens estão livres do jugo da mentira.
nem a armadura de palavras. O homem se sentará à mesa
com seu olhar limpo porque a verdade passará a ser servida
antes da sobremesa."Se está o ser humano provido de sabedoria,por que ser tomado pela insanidade da maldade,se até animais' por intinto se protegem? O ser humano  é seu predador.
Mata,morre,como animais,e como animais vivem.
Neste momento, Sartre cita as duas escolas existencialistas, a católica e a atéia. Ambas têm em comum apenas a adoção do pressuposto de que a existência precede a essência. Para explicar tal significado, Sartre inicialmente apresenta a idéia oposta, comparando o ser humano com um objeto fabricado. Para qualquer objeto temos um modelo, que definirá como será o produto. Neste caso a essência (modelo) precede a existência (produto).z que concebem um Deus criador, vêem o homem como produto da obra divina, assim como qualquer produto fabricado. A essência de todos os homens é única, pois foi concebida por Deus . Mesmo os filósofos ateus, adotam a idéia de que a essência precede a existência, ao pressuporem uma natureza humana universal. O existencialismo ateu, afirma Sartre, ao não admitir a existência de Deus, permite que a existência humana precede a essência. O homem existe no mundo, surge no mundo, para depois se definir. E mais: só depois que existiu o homem pode dizer o que é a humanidade, podendo julgar-se alguma coisa apenas a partir daquilo que já está feito. Em suma: o homem é aquilo que faz.
No o entanto, ao dizer que o homem é responsável por si mesmo, o existencialismo transcende a idéia do subjetivismo individualista que os críticos querem imputar-lhe. O homem, no ato de fazer uma escolha É livre,vai da caparrcidade de por em prática os conjunto de valores morais. não escolhe somente a si mesmo, mas escolhe toda humanidade. Ou seja: ao escolher o homem que deseja ser, o homem está julgando como todos os homens deve ser. Em outras palavras: o homem está condenado à subjetividade humana. Somos responsáveis por toda humanidade.
Qual é o valor da vida humana?
José Lucas Góes Benevides
Enviado por José Lucas Góes Benevides em 19/10/2007
Código do texto: T701262

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Lucas Góes Benevides
Goioerê - Paraná - Brasil
69 textos (33868 leituras)
1 áudios (232 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 03:11)
José Lucas Góes Benevides