Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Princípios Evolutivos

Princípios Evolutivos

Como princípio do estudo do espiritualismo ou rótulos correlatos, o indivíduo deve partir do princípio: o que eu sou e onde estou.

Começa se questionando quem é, por que está nesta família, neste país e neste contexto. Se pergunte por que de seus sofrimentos e prazeres. Pergunte-se o que busca em seu âmago.

Todos possuem algum tipo de ambição, todos procuram segurança e estabilidade e há uma seqüência de prioridades nos objetivos de cada vida.

Suponha que você já possui o básico com certa segurança, o que você buscaria a seguir? O primeiro milhão de reais? Um carro zero melhor? A realização íntima? Prazeres externos? Centenas de viagens? Uma biblioteca?

Você se encontra onde está seu coração do passado o jogou agora e irá no futuro onde seu coração de agora o está projetando. É importante cada um ter a sua teoria existencial e as próprias explicações do que é e do porque onde está. Isto é efetuado por autopesquisa, meditação, reflexão e mergulho intraconsciencial. Não é tão fácil e nem rápido, depende mais de persistência e paciência.

Temos um conceito errado de evolução. Não estou falando de Darwin nem do Big-Bang, falo de evolução consciencial ou espiritual. A evolução consciencial como um todo é perene, inexorável, incognoscível e de nosso ponto de vista relativo espaço-temporal e prossegue eternamente.

Desse ponto de vista, todos estamos evoluindo, seja o bom ou o mal. A melhoria consciencial pessoal é outra coisa. A evolução prossegue, mas posso estar no caminho “errado”. A evolução consciencial pessoal é inexorável para todos também, mas cada um escolhe seu ritmo.

Quanto mais baixo ou denso é o reino que você habita: mineral, vegetal, animal ou hominal, mais você sofre do karma fundamental deste reino. Então o negócio é ascender o mais rápido possível. É como Buda disse: “abaixo da iluminação só há dor”.

Sem pressão ninguém evolui. Cito o velho exemplo do carvão que sofre várias pressões até se tornar um diamante. É assim conosco também, mas o carvão não tem escolha, ele evolui pela “dor”, nós podemos prosseguir pelo amor e sorrir apesar de nossas dores.

É outra velha distinção sutil: a dor é necessária, mas o sofrimento não. Todos sofremos a pressão consciencial da dor, mas os apegos, desvios, egoísmos e futilidades levam ao sofrimento dispensável.

Só consegue-se prosseguir pelo amor através da lucidez, do discernimento, da priorização e da renúncia. Renúncia ao fútil, ao vazio, ao que não acrescenta nada, as más companhias, lugares negativos e tudo c energia densa.

Poderia citar alguns exemplos bem relativos, pois tudo depende do contexto e de muitas variáveis e isto é arriscado, mas generalizando e sem levar ao pé da letra: trocar a festa pelo livro, a torcida de futebol no estádio ao vivo pelo bate papo pessoal c amigos bacanas, música densa por música sutil, a bebedeira boêmia por um lual com amigos e por aí vai. Não há regra e nem mapa.

A questão é que quem escreve generaliza e não faz um estudo de caso. Isto é outra coisa. Cada contexto tem seu contexto. Além do mais quem escreve se vale de sua própria ótica e quem lê vai interpretar da sua. O que o autor faz é tentar ser mais claro, justo e didático possível.

O caminho de um pode ser bom para ele, o caminho do outro serve para o outro. Se teu caminho te faz feliz, você não prejudica ninguém e ainda os ajuda, então é o caminho “certo”.

Perdoe-me, meu caminho é escrever.

Paz e Luz,
Dalton, falível e limitado, mas tentando melhorar. www.consciencial.org

Dalton e Andréa http://www.consciencial.org


Conheça o livro O KARMA E SUAS LEIS; Conheça o CD Práticas Bioenergéticas Volume I; Conheça o CD Práticas Bioenergéticas Volume II; Conheça o CD Práticas Bioenergéticas Sete Chacras; Conheça nossos cursos Espiritualistas à distância - Visite Site Consciencial para conhecer tudo

OBS.: todo nosso material é registrado, com direitos autorais reservados e está protegido por leis de copyright nacionais e internacionais. É permitida a cópia, o envio e a distribuição dos mesmos, de forma gratuita, desde que mantido os nomes dos autores – Dalton e Andréa - e do site http://www.consciencial.org
Daltonroque
Enviado por Daltonroque em 23/10/2007
Código do texto: T707169

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome dos autores e do site http://www.consciencial.org). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daltonroque
Curitiba - Paraná - Brasil, 56 anos
16 textos (6945 leituras)
2 áudios (623 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 09:32)
Daltonroque