Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dia

Todos os dias, iguais
não, não são.
Oportunidades, sempre
mas que chatice
eu as rejeito todas.
Entrega total, abandono
dormir, dormir.
Dia interminável
mas inútil.
Porque assim o quero
Dia de Ação de Graças
tem não tem?
Só não sei qual.
Mas, é assim os
desfaço, interessante
mas lá no fundo, sempre
a esperança, mas do que?
Morte uma certeza
No entanto é o que
menos pensamos.
Pode não haver
o amanhã.
Mas sempre há
não gosto.
Aceito-os, todos
até agora, embolo
enrolo, e não faço
nada que presta
com eles.
Mas o que presta?
Gotas de chuva na janela.
Eu deitada, cobertor
com um buraco e esse
buraco tem uma
estória triste, não
vou conta-la
agora não, sem vontade.
Escritores sem inspiração
e brigando, parecendo
crianças.
Fico de fora, só assisto.
Sempre faço isso.
Acho que está ficando
tudo saturado, sem
graça, repetitivo.
Falar em amor
também cansa.
Vive-lo, bem melhor...
martamaria
Enviado por martamaria em 07/11/2007
Código do texto: T727293
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 72 anos
1159 textos (60133 leituras)
1 áudios (587 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 06:45)
martamaria

Site do Escritor