Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Oi, oi, oi ...


Nadir Silveira Dias


Oi, oi, oi ...

Já sabes, não é? Do “Átimo” ao bátimo é um só pátimo.
Muito obrigado pelas tuas palaaaaaavaaaaaaaaaaaaaaaras.
Mas deixando de lado, as coisas de fazer rir. Vamos, pois, às menos ríricas!

Num “Átimo” a fêmea se faz e faz ela própria a sua razão de ser.

Daí existir não ser por acaso, compasso que somente a ela cabe conduzir e reger.

Ela sabe. Ela faz. Ou não sabe. E não faz!

Daí decorrem os versos, encantos, até mesmo àquele que não encontrou a sua rua encantada, "A Ti, Quintana", quem sabe já saiba agora onde está ela.

Ou os desencontros, descaminhos, desamores sós, desinteligências, ou “O Desenlace"!

Aos leitores, um abraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaço!

Nadir Silveira Dias
Enviado por Nadir Silveira Dias em 20/11/2005
Código do texto: T73976
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nadir Silveira Dias
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1036 textos (153743 leituras)
4 e-livros (380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:35)
Nadir Silveira Dias