Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Folhas de Outono

 Está a entardecer na cidade. A luz a pouco e pouco vai fugindo em tons de amarelo e laranja acastanhado. Há nuvens no céu, nuvens cinzentas de outono, que em pouco ou nada conseguem interferir, na graça dos últimos raios de sol. O vento é calmo, as folhas caem das árvores, e as prenes teimam em lá ficar em cima. É assim todos os anos, são assim os finais de tarde no Outono, é assim a vida, o tempo passa mas é sempre o mesmo. O destino não é parte integrante desta estação temporal, o destino pertence aos deuses, eternos e imortais que tal como as folhas prenes insistem em não querer morrer. Voa folha a mortal, vou o homem com sentidos, talvez fosse melhor não ser Outono, ser Verão toda a vida. Caduca é o que ela é ! A vida!
Rigo
Enviado por Rigo em 23/11/2005
Código do texto: T75366
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rigo
Portugal, 31 anos
78 textos (4138 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:31)
Rigo