Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O tempo do poeta


Nem sempre o tempo que vivemos é o tempo que escrevemos.
O poeta não tem tempo, ele viaja no espaço, na memoria  no seu sentir.
O tempo para um poeta é conflitante nunca se ajusta, não há ajuste!
O sentir não tem tempo, viajamos no sentimento, seja ele passado, presente ou futuro, todo dia é dia, toda hora é hora para o poeta, impossível controlar o tempo de um poeta.
A poesia brota de um simples suspiro, do cair de uma folha ou mesmo de um olhar.
Para um poeta o tempo não existe, vagamos no sentir e esse sentir é o momento exato do nosso expressar.
Não tenho tempo para a poesia só tenho o meu sentir!


Beijos "ÐäMå Ðë ÑëG®ö"


***
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 05/01/2006
Código do texto: T94737

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146153 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 17:00)
Dama De Negro