Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMIZADE, ABRACE ESSA IDÉIA!

Amizade, abrace essa idéia!

Um remédio sem contra-indicação
 
É de suma importância nos dias atuais refletirmos sobre a amizade, pois na sociedade capitalista (e conseqüentemente individualista) em que vivemos não são raras as pessoas que padecem graças à ausência dessa interação humana.

Compra-se tudo, ou melhor, quase tudo; existem realidades que transcendem o valor material e que não se aprisionam no superficial. Porém, são muitos os que gastam suas vidas em busca de grandezas materiais e esquecem de pequenos detalhes que poderiam transformar as suas vidas.

Não temos mais tempo de nos preocupar com os outros, estamos sempre com pressa, precisamos correr, trabalhar, comprar, ter, etc. Não se gasta mais tempo com alguém em uma conversa desinteressada, não se visita mais o outro, não se ama mais com um sorriso que dispensa palavras e faz o coração descansar. As pessoas estão ocupadas demais e, com isso, a própria "pessoa humana" fica em segundo plano. Quando isso vai parar? Depois não se compreende porque cada vez mais pessoas entram em depressão.

Busca-se de tudo, menos o essencial, e é por isso que cada vez mais as pessoas são "vazias". Vazias de alegria, ânimo, de amor e cheias de si mesmas, acabando assim, por morrer no próprio egoísmo. Não se demonstra mais afeto puro e desinteressado, o nosso amor se encontra encarcerado demais nos limites da conveniência; só amamos se recebermos algo em troca, assim vai se perdendo a dimensão de detalhes essenciais que dão cor e sabor à vida, deixando o homem cada vez mais perdido em um deserto existencial onde nem ele mais sabe quem é.

Não se aprende a ser amigo por curso de correspondência. A amizade se dá na prática, no erro, no acerto, na reconciliação, nas lágrimas, etc. Precisamos gastar tempo com o outro, envolvendo-se, partilhando a vida, dividindo o que somos, aprendendo com o defeito e, principalmente, aceitando a verdade alheia.

A amizade é uma história que se constrói aos poucos, é preciso ter paciência e esperar com maturidade o tempo do outro. Todos são capazes de viver a amizade, todos podem vivê-la, ela não tem contra-indicação, ao contrário, se estabelece como um eficaz remédio que combate a um dos maiores males de nosso século: a solidão.

Acredito que se nos abrirmos com naturalidade para esse simples relacionamento, teremos em mãos a arma para destruir, em grande parte, o fantasma da depressão entre outras ausências existenciais que nos assolam. Faça essa opção, dê esse passo, viva e cultive a amizade e, acredite: sua vida terá mais sabor e será mais humana. Tente, você é capaz!


 
Me deixa em paz
Enviado por Me deixa em paz em 25/01/2006
Código do texto: T103455

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Me deixa em paz
Fortaleza - Ceará - Brasil
35 textos (23096 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:22)