Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADES

Sentimos uma sensação estranha quando temos oportunidade de mergulhar nas profundezas do nosso interior e relembrar de momentos agradáveis que tivemos com pessoas que fizeram parte da nossa vida.
Pessoas que nos serviram como modelo, que muito nos ensinaram, que nos mostraram um horizonte com boas perspectivas, que nos motivaram e nos encorajaram a lutar, a ser forte para enfrentar os desafios, a vibrar com as conquistas e a superar os obstáculos, a aprender com o erro e a crescer com as dificuldades tão comuns e inevitáveis no nosso cotidiano.
Feliz aquele que reconheceu e manifestou esse sentimento a essa pessoa, ainda em vida, em muitos casos o reconhecimento só é percebido quando a mesma já não se encontra mais entre nós, o que provoca um sentimento de impotência, de culpa, gera um remorso que pesa na consciência e perturba nossa paz.
Conforme os anos passam em nossa vida nos damos conta quantos entes queridos já se foram, nos trazendo lembranças de várias épocas da nossa existência. Como é legal assistir o seu filme, ver seus personagens, seus heróis que certamente contribuíram com a sua evolução como pessoa. Meus avós paterno e materno, quantas lembranças vocês me trazem, as historinhas que vovó gostava de nos contar, nunca as esquecerei, meu avô sempre sério, dificilmente abria um sorriso para mim, aprendi gostar dele dessa forma, assim que me lembro dele. Tias, tios e mais recentemente perdi meu sogro.
Meu querido sogro, sempre o admirei como homem, foi um exemplo, sua retidão é o que mais me chamou a atenção, você sempre se portou com muita espontaneidade, de uma forma simples, clara, objetiva e sincera, enquanto pode, fez o que queria e o mais interessante sempre quis fazer coisas simples, como visitar uma filha que morava em outra cidade. Um banho, uma troca de roupas, algum dinheiro e estou indo visitar minha filha e ia... Nunca esquecerei do dia do meu casamento, na festa, você chegou bem no pé do meu ouvido e me adotou como filho, dizendo: “hoje ganhei mais um filho”. Felizmente tive oportunidade de lhe falar sobre isso enquanto ainda estava entre nós, compartilhamos uma emoção muito forte, muito nossa, você ficou sabendo que realmente as suas palavras foram importantes para mim e que eu o aceitei como meu segundo pai. Esteja onde estiver, tenho certeza de que está bem e que muito se orgulhará dos seus netos que carregam seu nome em seus registros de nascimento, lembrarão do avô guerreiro que você sempre foi.
O futuro a Deus pertence, o presente é o nosso único momento, devemos viver mais essa dádiva, curtir cada segundo, sentir o vento tocar seu rosto, contemplar o nascer do sol, viver verdadeiramente, compartilhar com seus entes, amar a si e aos outros, ser você, ouvir mais, falar menos, sorrir para todos, comer o necessário, acumular só conhecimentos, desfrutar do paraíso oferecido pela natureza e dessa forma terá um passado muito marcante, fascinante, não tendo motivos para ter saudades, porque seu momento presente preencherá todo o vazio.

vladis.fernan@globo.com
 

Vladis
Enviado por Vladis em 21/02/2006
Código do texto: T114708
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vladis
Matão - São Paulo - Brasil, 57 anos
143 textos (61831 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:21)
Vladis