Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SUPER TICO

Desculpem meus professores, meus pais, o padre, meus amigos, todo mundo que sempre tentou passar para mim alguns princípios que na realidade nunca prevaleceram, sinto-me traído, enganado e um grande constrangimento, em achar que existem regras, leis, ordem, respeito, justiça, etc.

O que assisti recentemente me comoveu demais, um menino com seus 16 anos, de moto, não sei porque, sendo perseguido por uma viatura policial, que adentrou a sua casa, o apanhou já dentro do seu quintal, apontando o revólver e o j-o-g-a-n-d-o dentro do carro.

Noite, 19 horas passada, uma cena forte dessa, vendo que seus pais não se encontravam em casa, achei-me na obrigação de entender porque tamanha violência contra o menor, dirigindo-me até o local e para minha surpresa, os policiais me recebeu com o maior descaso me tocando de lá, alegando não ter nada a ver com isso, apesar de ser vizinho e conhecer a família. Como pode, um cidadão assistir seu vizinho sofrer tortura e diante da situação ficar passivo?

Incrível foi o desfecho, a rua todinha foi assistir a cena e outras viaturas chegaram, motos de polícia, guincho, etc. A meninada, no mesmo instante votou no Super Tico, ele é o mocinho e todas os policiais presentes, são os bandidos da história, o que me deixa ainda mais perplexo, seus colegas estariam se espelhando nele, foi demais, amanhã quando esse menino tiver na rodinha com os amigos ele vai ter muita história para contar, será que é esse o propósito da polícia?

O tal menino sempre que cruza comigo me dedica bom dia, boa tarde ou boa noite e o meu conceito é que ele não é diferente dos demais adolescentes da sua idade, não merecendo essa experiência, na minha avaliação, exagerada da polícia de Matão, mesmo sabendo que o menor não é habilitado para conduzir moto ou qualquer veículo, não justifica.

Vladis.fernan@globo.com
Vladis
Enviado por Vladis em 24/02/2006
Código do texto: T115827
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vladis
Matão - São Paulo - Brasil, 57 anos
143 textos (61735 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:39)
Vladis