Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM AMOR AUTENTICO

UM AMOR AUTENTICO
Marcial Salaverry

Um amor para ser autentico, tem que surgir espontaneamente, sem que o
procuremos, pois a grande verdade é essa mesma. Não adianta sair procurando
um amor. É ele quem nos procura, e é justamente aí que reside a graça de
tudo, pois temos que estar sempre atentos para captar seus indícios e
percebe-lo assim que aparecer.
Quando o encontrarmos, precisamos lembrar que a pessoa que amarmos não
precisa necessariamente ser perfeita, um modelo de virtudes. Essa seria
talvez a parceria perfeita, mas se for simplesmente humana, e souber nos
compreender, já será uma grande coisa.
Se estivermos amando, não deveremos esconder o amor dentro de nós. Devemos, isto sim, demonstra-lo para todos vejam que estamos amando. Afinal, sentir um amor dentro do coração, não é vergonha nenhuma.  Muito pelo contrário, mostra que somos humanos e temos uma alma sensível, e que soube se apaixonar. Sempre é bom libertar as emoções. Afinal, porque sufocá-las? Tal atitude poderá nos fazer sofrer.
Quando estamos amando, devemos apenas viver o presente, com um pensamento ligeiro para o futuro. De nada nos servirá procurar coisas do passado. Não interessa o que houve, o que aconteceu. De que vale nos atormentarmos se outros amores foram vividos por nosso amor de hoje. O que houve, já ficou para trás. São apenas fantasmas. Não podemos deixar que esses fantasmas atrapalhem nossa vida presente, pois são coisas que ficaram para trás. Se nosso amor teve outros amores, nós também os tivemos.  Mas que importa isso para o momento presente?
Se estivermos amando, vamos apenas amar, sem que o que houve possa
atrapalhar o que está havendo, impedindo o que poderá haver.  Quantos amores são destruídos apenas porque ficamos dando atenção aos fantasmas do passado...
O amor é o mais belo sentimento que podemos sentir. Vivamo-lo, sentindo a
beleza do momento, sem ocultar nossas emoções, sem nos deixarmos dominar por ciúme, ou outros sentimentos menores.
Não podemos jamais nos esquecer de que o amor verdadeiro só cria, nunca
destrói, pois o amor tem os braços abertos para a vida. Porém, se fecharmos
os braços para o amor, chegaremos à triste conclusão de que estamos apenas
nos abraçando, criando uma redoma em nossa volta, que nos impedirá de viver
para o amor, descobrindo assim o que é a solidão de quem não soube viver o
amor quando o teve diante de si.
Jamais deveremos reprimir nossos sentimentos. Mesmo sem a certeza da
reciprocidade de nosso amor, devemos declara-lo. Se não o fizermos, ele não
acontecerá. E podemos fazer duas pessoas infelizes apenas porque tivemos
medo, ou vergonha de declarar nosso amor.
Nossos sentimentos nos pertencem e não os devemos reprimir. Assim, se
estivermos amando devemos dize-lo. Se nos sentirmos felizes, com vontade de
gargalhar, porque não faze-lo?
Liberando nossos sentimentos, estaremos no caminho certo para encontrar a
felicidade.
E uma das maneiras para tanto, é tendo UM LINDO DIA.


Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 14/04/2005
Código do texto: T11306
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19839 textos (1961285 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 12:10)
Marcial Salaverry