Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amar verbo intransitivo...

Durante muito tempo estive a procura de um grande amor, enganei me por alguns momentos, motivada pela embriagez de belas palavras, e frases pronunciadas, após o calor de um beijo, um carinho e um intenso momento de amor, mas não passaram de momentos, sem que me apercebesse envolvi me deixando a paixão, algo diferente do amor, mas ilusório apesar de intensa e avassaladora, mas que nos trai com o tempo deixando nos paralisados após o abrandamento fulgaz da chama que a move, forma imperceptível, onde simplesmente deixa de existir, e ACABA POR ACABAR, sem que possamos enteder este puzzel enigmático que é a paixão....
Sendo assim compartilho com os leitores deste cantinho de paz, amor, carinho, cultura, beleza, entre outros adjectivos, o texto de um dos meus autores preferidos desde a adolescência, quando aprendi a apreciar e entender a necessidade e vitalidade da leitura na minha vida....
Este é CARLOS DRUMOND DE ANDRADE, que nunca será ultrapassado pelo tempo, indelével...
"Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente divino - o amor.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...
 
Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...
Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela...
 

Se você preferir morrer, antes de ver a outra partindo : é o amor que chegou na sua vida. É uma dádiva.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. Ou às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.
É o livre-arbítrio.
 
Por isso, preste atenção nos sinais não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa
da vida: o amor."

AMO A ARTE DE VIVER... E CADA INSTANTE VIVIDO APESAR DOS PESARES, POIS NÃO EXISTE MOMENTOS BONS OU RUINS, TRISTES OU FELIZES, E SIM ALGO MENOS BOM...

 
Carolzita
Enviado por Carolzita em 25/03/2006
Reeditado em 25/03/2006
Código do texto: T128479

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Caroline Silva). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolzita
Portugal, 42 anos
453 textos (61655 leituras)
5 e-livros (749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:30)
Carolzita