Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 
Doce Poesia 

Nunca pensei que pudesse amar assim...


Que pudesse e me entregar de verdade.

Cheia de medos, fechada para a vida,

eu tentava me preservar.

Mas tudo que consegui foi preservar-me da felicidade.

Dessa louca aventura de viver. De amar apenas.

Sem pensar demais no amanhã,  sem me esconder, 

nem tentar ser quem não sou.

Você é o homem perfeito para ser meu...

Me entende, mesmo quando eu me calo.

Quando fico sem jeito demais para verbalizar um desejo.

E você compreende e me ajuda. Eu te amo por isso...

Amo-te, porque somos iguais, mesmo sendo tão diferentes.

Porque você expressa, e eu apenas insinuo...

Porque eu sou toda ansiedade, e você é tranqüilo.

"Mas quando nos amamos, todas as diferenças somem e nos

tornamos apenas um homem e uma mulher, que vivem hoje,

a doce poesia de amar."



 

            

          
Carinhosa
Enviado por Carinhosa em 03/04/2006
Reeditado em 02/05/2013
Código do texto: T133080
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carinhosa
Curitiba - Paraná - Brasil
657 textos (164681 leituras)
3 e-livros (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:54)
Carinhosa