Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperança  II

Observando a natureza, quantas lições podemos 

aprender.  É outono. Tudo parece adormecido,

e no entanto quanta vida espera pela primavera!

Nós também somos assim. 

Muitas vezes parecemos inertes, 

esperando por algo que nunca chega...

Mas estamos vivos e tudo pode mudar 

de um momento para o outro! 

Gosto das cores suaves do outono, 

de sua calma e tranqüilidade...

Adoro os tons dourados das arvores, 

que pacientemente deixam suas folhas caírem 

porque sabem que um dia virão outras, 

mais fortes e belas.

Na minha alma de mulher apaixonada, 

trago a eterna primavera, mas sei ser outono...

Sei aprender com cada erro, cada fracasso 

e saborear o prazer de cada pequena conquista.

Acho que o nome disso é maturidade. 

Que nada tem a ver com passividade.

Eu luto sim e muito, só Deus sabe,

para manter o sorriso e a esperança!

Essa é a minha maior vitória pessoal. 

Nunca deixar que um tempo ruim, me tire a alegria.

Nunca deixar de olhar para as coisas com olhos 

de criança que se deslumbra a cada manhã 

pelo fato de estar viva e saber que ainda há muito 

o que viver e tanto o que sonhar!

Viver é o melhor presente que Deus nos deu!

"O amor me faz forte e confiante 

de que a primavera um dia virá...



                
                                   
Carinhosa
Enviado por Carinhosa em 19/04/2006
Reeditado em 02/05/2013
Código do texto: T141793
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carinhosa
Curitiba - Paraná - Brasil
657 textos (164702 leituras)
3 e-livros (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:08)
Carinhosa