Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lembrança de Tagore

Rabindranath Tagore
 
 
 
Vi duas mãos
E pensei que fossem árvores dadivosas
Ornando a paisagem...
 
 
 
 
As mãos
São alavancas
Para o serviço do bem...
 
 
 
 
Talvez,
Nada simbolize tão bem,
A Ação de Deus
Por intermédio de Seus Filhos.
 
 
 
 
Uma mão,
Aberta para o firmamento,
Bem que parece uma Flor de Beleza ocultada
Na capacidade de ser útil.
 
 
 
 
 
Mãos que se unem,
Mensagem de Amor que atrai,
Fortalece e traduz confiança...
 
 
 
 
 
Mão abertas,
Sublimidade da doação,
Que oferece a própria alma, no afã de amparar.
 
 
 
 
 
Mãos fechadas,
Força do Poder,
Que edifica para a Eternidade...
 
 
 
 
Mãos indicando,
Eis que se encontra o Caminho...
E também a Alegria...
 
 
 
 
 
Mãos postas,
Oração dos inocentes,
Que suplicam Paz e sonham com o Paraíso...
 
 
 
 
 
Mãos ao peito,
Grito de Compaixão,
Eclosão de remorso ou transporte de êxtase...
 
 
 
 
 
Estende tuas mãos,
E serve com Alegria alguém que sofre,
Sem Pão ou sem Fé.
 
 
 
 
 
Mobiliza tuas mãos,
E afaga o infeliz que vagueia
No resvaladouro da miséria.
 
 
 
 
 
Alma amiga,
Eleva tuas abençoadas mãos,
E olha por entre os dedos as radiosas Estrelas
Que também parecem mãos;
Elas foram feitas, igualmente,
Pelas Divinas Mãos de Nosso Senhor!...
Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 14/06/2006
Código do texto: T175257

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87736 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:57)