Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAI DE VERDADE

Obrigado Pai, muito obrigado por ser meu pai, te amo profundamente, tenho a maior admiração pelo senhor, tudo, absolutamente tudo que conquistei, tenho consciência de que lhe devo.

Se tivesse uma oportunidade em escolher meu pai, não hesitaria, sem dúvida nenhuma lhe escolheria, ainda dizem que não existe perfeição, aposto que não lhe conhecem, o senhor me enche de orgulho, assim, do seu jeito, talvez, se não fosses como é não lhe curtiria tanto.

Minha maior lembrança sua é de um domingo que me transportou em seu ombro, como um cavalinho, que delicia estar sobre suas costas, no alto, que visão, queria que todo mundo nos visse daquele jeito, gostaria de gritar para todos, “ele é o meu pai”.

Claro que tivemos muitas outras passagens importantes, pena que nesses momentos não dei a importância que hoje dou quando puxo a memória. Essa soma de acontecimentos me fez o que sou.

Com tropeços, caídas, luta e muita persistência eu cresci, me esforcei bastante para lhe copiar, infelizmente cometi erros e como conseqüência talvez não possa nem sequer ser comparado ao que o senhor foi para mim, essa estupidez em buscar conforto, em querer ter, deixei de ser, em momentos importantes dos meus filhos, lamentavelmente não me fiz presente e essa minha ausência arranhou minha imagem de pai.

O senhor me ensinou também a ser humilde e esse valor me permite reconhecer que falhei como pai. Esse dia especial é seu, embora também seja pai não mereço qualquer homenagem. De coração papai, quero que goze de muita saúde, paz, felicidade e mais uma vez muito obrigado, eu sou muito orgulhoso do senhor.

Quantas vezes ao levar seu almoço ficava lhe admirando, o senhor sempre foi calmo, lavava as mãos, se acomodava num canto e conforme levava um garfo de comida à boca, percebia seu semblante pensativo, entre uma e outra garfada, fazia algum comentário, como eu gostava de lhe ouvir, com muito trabalho o senhor sempre colocou as coisas em casa, nos ensinou que mesmo tendo pouco devemos nos preocupar em pagar nossas contas, devemos gastar menos do que ganhamos, devemos ser honestos, sinceros, verdadeiros e nunca fazer a quem quer que seja o que não desejamos para nós mesmos.

Nunca interferiu na nossa vida, dava os conselhos para nos orientar e esperava responsabilidade da nossa parte, tínhamos liberdade para sair, ir onde queríamos, tínhamos que nos comportar decentemente.

Por tudo que me ofereceu quero nesse dia agradecer ao senhor, o que posso lhe retribuir é continuar tentando aplicar seus sábios ensinamentos.
Um enorme beijo e muito obrigado.

vladis.fernan@globo.com
 

 

Vladis
Enviado por Vladis em 11/08/2006
Código do texto: T214326
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vladis
Matão - São Paulo - Brasil, 57 anos
143 textos (61731 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:20)
Vladis