Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARA O AMOR NÃO EXISTE IDADE

Eu também acho que para o amor não existe idade...
Beijos poeticos,
Marcial





PARA O AMOR NÃO EXISTE IDADE
Marcial Salaverry

Desde que o mundo é mundo, existe um preconceito dizendo que o amor morre com a idade.
Até pouco tempo atrás, isso era aceito como verdade, até mesmo pelos idosos, que se julgavam velhos para amar. Felizmente este é mais um dos tabus quebrados pela própria vida, e pela modernização de nosso sistema de vida.
O que pode morrer dentro de uma pessoa, é sua vontade de viver, única condição para matar a capacidade de amar, que nasce e morre conosco. Ao nascermos, nosso primeiro contato com nossa mãe, faz despertar o sentido mútuo de amor. E pelo resto da vida, sempre estaremos propensos a amar alguém. Existem diversas maneiras de exprimir esse amor, mas ele sempre estará latente em nossa alma, ou como preferirem, em nosso coração. Existe uma infinidade de amores, mas o  mais é falado é aquele que surge entre duas pessoas, de sexo diferente, ou do mesmo sexo, que faz despertar a libido, o desejo de um contato físico, que pode ser sexual, ou não. É o chamado “amor físico”.
Aliás, é esse amor físico que é tido e havido como prerrogativa dos mais jovens (ou menos velhos). Quando um casal atingia uma certa idade, ou uma idade certa, dizia-se que nada mais poderia haver entre eles. E o triste é que muita gente acreditava nisso, e deixava de haver aquela procura mútua pela troca de carícias antes existente. E o amor ia fenecendo entre ambos, e desaparecia o antigo brilho no olhar, denotando a chegada da velhice.
Na realidade, o que ocorria, era uma diminuição da capacidade e do desejo sexual, o que sempre foi um tormento, principalmente para os homens, que se aterrorizavam, (e ainda se aterrorizam), com as eventuais e fatídicas “falhas” no momento do sexo, esquecendo-se de que isso ocorre mesmo entre os jovens, pois é uma questão de disposição física e psicológica de momento.
Li uma citação de Magdalena Lea que explica bem esse chamado “problema sexual” que a idade nos traz, e é uma cristalina verdade:
Fazer sexo é como subir uma escada: o velho pode demorar mais que o jovem, mas os dois chegam lá. (Magdalena Léa)
 Não podemos nos esquecer também que essa demora em chegar ao ápice, sempre poderá trazer um prazer maior, desde que ambos saibam como desfruta-la, curtindo-a, ao invés de se aborrecerem. Para que a pressa? “Devagar se vai ao longe”, já dizia um velho deitado, digo, ditado...
Além do que, o amor não é apenas o sexo, que sempre é a parte que mais provoca desanimo com a chegada da idade, com alguns julgando-se incapazes de praticá-lo. O que não se pode, é deixar que tal pensamento domine a cabeça. Em caso de dificuldades, basta saber procurar o tratamento adequado para cada caso, sem temores nem preconceitos em expor o chamado “problema” encontrado, na maioria das vezes de fácil solução.
O amor manifesta-se em qualquer idade. O importante é ter a mente e o coração abertos para o amor, pois assim sempre poderemos encontra-lo em nossa vida.
Se conseguirmos manter a presença constante do amor de sempre, é importante saber valoriza-lo, nunca esquecendo de renova-lo a cada dia. O amor para não fenecer, exige constantes cuidados, os mesmo dedicados às flores, com a única diferença de que elas são regadas com água, e a água que regará o amor, é o carinho e a atenção constante.
Se, por motivos quaisquer, perdermos o amor de sempre, sempre poderemos encontrar um outro amor em nossa caminhada. O que não pode acontecer, é o fechamento do caminho, é deixar que a vida morra conosco ainda vivos fisicamente.
O sentimento do amor, apenas deverá nos deixar com nosso último suspiro.
Jamais poderemos nos esquecer de que, se não tivermos alguém para amar, sempre nos teremos, e sempre seremos merecedores de nosso amor. E mais do que ninguém, de nosso Amigão, que sempre nos guiou em nosso caminho, ensinando-nos amar aos outros como a nós mesmos.
E com esse pensamento de amor fraterno, desejo a todos UM LINDO DIA.
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 24/07/2005
Código do texto: T37321
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19860 textos (1963140 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:46)
Marcial Salaverry