Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONATA


Destilei sonatas pra cativar teu canto
e, de canto em canto em que me debati,
desafinei-me inteiro só escutando pranto

Por onde andas, procuro-te feito louco
em meio da madrugada, em notas dissonantes,
perdendo a melodia pouco a pouco

Que nota tenho a mais que acrescentar
na minha voz desesperada e rouca?
Como cantar: NÃO PARO DE TE AMAR?


Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 30/08/2005
Código do texto: T46197
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Tanajura). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1466 textos (154736 leituras)
1 e-livros (154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:37)
Fernando Tanajura