Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Encontro

 

No dia do nosso encontro nenhuma palavra será pronunciada, esperamos apenas que o silencio vazio vaguei, no espaço do tempo, desse esperado momento.
Que os nossos olhos ilumine nossos corações, com veste de felicidade.




Que a tua alma me conduza às moradas tranqüilas onde mora o amor.
Quero falar baixinho com a voz de pranto, despedaçando os alicerces do silencio.
Quero te abraça e te explicar o porquê fui embora naquela noite fria de alguns anos atrás,
Dizer que volte, mais infelizmente a morta já tinha indo ao seu encontro.
Vamos viver as juras desse amor imortal, que se encontram esquecida, na sepultura; enterradas e vales bem profundo.
Esse amor permanece cristalizado no espaço do meu coração é como envelhecida estrela despedaçada em mil pedaços levado pela brisa rumo ao poente, é como ondas que escumam.
É lagoa de desejo, resto de esperança, punhado de sonhos guardado, grito de minha alma,
Eraldo costa
Enviado por Eraldo costa em 19/09/2005
Código do texto: T51787
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eraldo costa
Garanhuns - Pernambuco - Brasil, 33 anos
30 textos (6189 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 03:50)
Eraldo costa