Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

[Eu sou a mãe]


Eu sou a mãe
do meu poema barato
do meu escrito roto
da minha idéia sem trato

Sou eu quem o crio
lavo, embalo e amamento;
canto ciranda rouca dissonante
e busco na inspiração o alimento

Amo meu filho
assim como se tenta
amar a si; e assim o aceito
como ele se apresenta

Sei que meu filho
é feio, bruto e tudo suja;
é rejeitado neste mundo vão
Orgulho tenho de ser mãe coruja

Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 30/09/2005
Código do texto: T55204
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Tanajura). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1467 textos (154814 leituras)
1 e-livros (154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:34)
Fernando Tanajura