Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anestesia do Amor

Visitei um hospital, e como já esperava encontrei muitos doentes. Gente com expressão de dor, olhos marejados de sofrimentos, mãos trêmulas, vozes embargadas, e sinais de abandono.

É triste o cenário de um hospital, o conjunto de cenas fazem um filme de horror. Quase em toda direção encontra-se sofrimento. Num cenário de sofrimento ainda encontramos amor, são os agentes que entram em cena para mudar o roteiro deste filme de horror.

Dói ver pessoas sentindo dor, e às vezes a dor é tão forte que a anestesia é usada para minimizar o sofrimento.

O mais triste em cenários de dor, é encontrar pessoas anestesiadas e dopadas pelo convívio com o sofrimento, pessoal ou alheio. Já não se sentem mais afetadas pela dor do próximo, e escolhem não participar da dor. A anestesia tira de muitos o interesse pelo alívio real.

Tão cheios de morfina que em suas veias não circula o amor, somente o desejo de ver o fim. Seja ele qual for!

Que eu prefira sofrer a dor do que ser confortado com esta anestesia.
Léo Fontes
Enviado por Léo Fontes em 26/09/2007
Reeditado em 27/09/2007
Código do texto: T669613

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Léo Fontes | www.leofontes.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Léo Fontes
Serra - Espírito Santo - Brasil, 36 anos
118 textos (9730 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 01:28)
Léo Fontes