Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Há sonhos e há esperanças..

Há sonhos e há esperanças..

O limite de nosso sonho, gravado estava.
Não tinha no momento o limite.
Havia sim uma pausa no limite. Uma pausa!
Um adormecimento. Para acordar.

Nosso sonho não acabou. Marcou no tempo.
No espaço. Na vida. Que traçastes o ser maior.
Mesmo em magoas, mesmo afundado em tristezas
Não houve permissão para sufocá-los.

Nossos olhos, nossas lagrimas, nossa maneira.
De ver. Não observou obstáculos ao nosso
Convívio. Que mesmo em dificuldades
Empecilhos diversos. No trajeto.
Peças se juntam ao processo.

Alguns fatos. Alguns acontecimentos.
Atiçam o ódio. De seres ligados.
Traz mais complicações.
No tempo. Na noite. Na lua.
No horizonte e muitas vezes
No morado do sol.

Nosso sonho nasce. Quando na
morada do sol.
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 06/10/2007
Código do texto: T683525
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4102 textos (160058 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 14:26)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA