Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Nossos momentos de amor.

Nossos momentos de amor...

Não há espaço. Em os desejos e a paixão.
Há o começo.
E muito mais o começar sem razão.
É um sinal. Que vem dos tempos. Tempos perdidos.

Conhecemos caricias. E por conseqüência
Muitas vezes a classificamos. Ousadia.
Não, são instantes sagrados na vida.
Que se inicia. Que às vezes transformamos.

As amizades em delírios. Os corpos que se unem.
E transformam risos: Em prazer. Em atração
Transforma numa viagem do imaginário.
Que tem um fim. Este fim é o começo.
Começo de nós, num tempo.

Que se eleva a mim e a mim se entrega.
Em pequenas e pequenas ousadias.
Que se avolumam, a medida dos nossos desejos.
No esquentar de nossos corpos.
Que se transforma em gemidos, e prazer.
Verdadeira linguagem de nossos corpos.


ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 07/10/2007
Código do texto: T684065
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4085 textos (159757 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 13:09)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA