Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ama-se de verdade.

Ama-se de verdade

As ordens expedidas
Os corpos se aconchegando
Ama-se, em verdade.
Há prazer a chegar

O ninho de amor..
A cama, onde se dorme.
Não se dorme
Deita-se, se apaixona mais.

Explode em delirios
Dos sexos, dos opostos.
Que se juntam.
Firmam-se no gozo..

Ficam trêmulos,
Vencem-se, se explodem.
Os sentidos ficam sem sentidos.
Os prazeres aumentam.
Nos gritos.

A força do prazer.
A força do tesão
O sabor dos sexos saciados.

Talvez amar alguém seja o único ponto
De partida para tornar nossa a nossa vida
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 07/10/2007
Código do texto: T684095
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4085 textos (159744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 14:51)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA