Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Queima meu corpo.

Queima meu corpo.

Que queima meu corpo.
Que chama e clama a distância
Há intolerância em tanta ausência
No querer eterno.

É o abismo. São bocas sedentas.
Dos beijos que desejamos dar.
Desejo de agora, neste instante
Antes que me lance a vida, sem querer.

Careço você. Realize meus desejos.
Quero você mulher. Nesta noite
Desejo este corpo. Teu sabor.
Teu prazer e teus desejos de entrega.

Quero você em loucas investidas ao amor.
Sem pensar no amanha.
Só neste momento de nossos corpos .
Em chamas e em desejos.

Existe amor.
A cada instante.
A cada grito de um coração apaixonado
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 08/10/2007
Código do texto: T685218
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4102 textos (160004 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 15:16)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA