Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Venha te espero.

Venha te espero.


Venha. Eu espero.
No silêncio deste quarto.
Nesta hora de palavras incertas.
Quero você. Semivestida. Para que
Eu retire as ultimas peças
A dentes. Langeris a ser extirpada
Deste corpo de desejos.
Carnais, vaginais e anais.
Que levite sobre mim.
Que o orgasmo se ultrapasse
A linha da imaginação.
Pudores limites, marcas inexistem.
Que seja sexo puro, que seja tesão.
E em ultimo venha te espero.
Meu corpo a delirar.

É a vida ditando o ritimo
Da própria vida.


ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 09/10/2007
Código do texto: T686581
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4102 textos (160008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 22:06)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA