Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Era sim. Para eu te amar mesmo

Era sim. Para eu te amar mesmo.

Há como eu não entender e muito menos saber explicar
Tem formas de amor que não a compreendemos
Nos nossos sonhos de crianças você já aparecia.
E neles permaneceu. Você é presença constante.

Nos dias que não pude estar com você .
Tristeza e saudades de mim tomava conta.
Esperar como única solução e coerência também.
Mas o que o coração não consegue realizar.
Na certeza eu tinha que a teria novamente.
 
Estar a teu lado estar em você.
Buscar aquilo que sonhei com tanta veemência
A realidade que criamos que idealizamos.
Não eram idéias e sim concretizações.

No entanto o nosso destino foi escrevendo
Uma historia com linhas retas e um dia pensamos!
São paralelas.  Terrível.
Hoje a certeza era para eu te amar mesmo.
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 10/11/2007
Código do texto: T731156
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4085 textos (159755 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 01:34)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA