Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GUARDO-ME

GUARDO-ME
Sil Cervantes
 
 
Quantas vezes palavras são vãs...
desnecessários vocábulos,
incapazes de descrever
um timido olhar,
um gesto,
um suspiro,
um sorriso...
Mesmo com toda maestria,
e inquestionável coerênia,
não substituem o toque,
o cheiro,
o paladar...
Guardo-me amor,
só você pode me ver,
tocar, ter...
Só você tem a chave,
capaz de abrir a porta
do meu coração,
este músculo
voluntário sim,
porque pára, todas as vezes
que você olha e não me vê
todas as vezes que você fala
e não  me diz,
todas as vezes que tua boca
 não procura a minha
e teu corpo cansado
 não me faz de cama...
A  porção melhor que trago em mim
agora,
é a tua,
guardo inteira, só pra você!
 
 
 
 
 
 
Silvana Cervantes
Enviado por Silvana Cervantes em 22/11/2007
Código do texto: T748429
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvana Cervantes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
402 textos (36655 leituras)
5 áudios (2200 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 23:32)
Silvana Cervantes