Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APARÊNCIAS DO "MAL" OU A IMPERMANENCIA DO SAMSARA

        Quando declaro o homem ser isento de pecado.
         Naturalmente bom. Mas digo que inconscientemente
         ele desejou praticar o furto ao contrair dívidas financeiras
         por ex.
         Estou na verdade declarando pela força do hábito, que
         a índole desse homem é ruim. Ora, se digo que a índole
         de fulano (a) ou cicrano (a) é ruim ainda que
         inconscientemente, pois dentro dele, oculto, mascarado existe
         um (a) ladrão (a), ou desejos de ladrão (a), como posso
         partilhar da  convicçõa que diz ser originariamente inexistente
         o pecado ou mal no homem?
         Pois é justamente a inconsciência, o desconhecimento
         de que se é Fonte de Amor, Geradora de Sabedoria
         e Libertação [Evolução ou Purificação dos Pensamentos
         e ou Sentimentos Humanos (Divinos)] que libera o homem
         do pecado, da idéia de pecador. E Reconhecer, Compreender
         isso é direcionar-se ou dirigir-se à libertação ou salvação de si
         mesmo e do próximo.  Á Manifestação do Nirvana, do Cristo
         Interior ou Reino de "Deus.
         Afirmar que ao dever para alguém, esse (a) ou aquele (a),
         desejou roubar outrem, é o mesmo que afirmar ser o
         homem pecador, originariamente ruim.
         Contrair dívidas tem relações com síndromes depressivas
         outras: necessidade de auto afirmação, complexos,
         sentimento de pobreza,  de incapacidade,  auto depreciação
         de que o de  proposital e deliberadamente furtar ou lesar o
         próximo.
         Raciocínios equívocados. Tanto do acusador quanto do
         acusado. Ausência de raciocíno científico ou de reflexão.
         Raciocínios anti naturais concebidos de uma cultura teológica
         (mitologia) e metafísica (filosofia).
         
Ângela Ferraz
Enviado por Ângela Ferraz em 27/11/2007
Reeditado em 03/12/2007
Código do texto: T755643

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.angelaferraz.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ângela Ferraz
Jaú - São Paulo - Brasil, 64 anos
22 textos (1356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 10:20)
Ângela Ferraz